*

O youtuber Julio Cocielo está sendo acusado de racismo após declaração sobre o jogador Mbappé, do Paris Saint-Germain. Na quarta-feira (12/9), os promotores de Justiça de Direitos Humanos Eduardo Valério e Bruno Osirini entraram com uma ação civil pública contra o artista, que poderá ter que pagar uma indenização milionária.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, O Ministério Público de São Paulo pede que Cocielo seja condenado a desembolsar R$ 7,5 milhões por dano social coletivo. A ação pode ser movida quando o MP considera que uma declaração não é ofensiva para uma pessoa somente, mas para todo um grupo de cidadãos.

Além disso, os promotores pedem a quebra de sigilo bancário de Cocielo a fim de comprovar que o youtuber pode pagar o valor sugerido. A ação ainda mostra que Cocielo vinha usando seu perfil no Twitter para destilar comentários racistas entre os anos 2010 e 2018.

O jogador francês foi citado pelo influenciador digital durante a Copa do Mundo da Rússia, encerrada em julho. Na época, o youtuber declarou que “Mbappé conseguiria fazer uns arrastão top na praia, heim?”.

Conforme os promotores responsáveis pelo caso, após a má repercussão do comentário, Cocielo apagou cerca de 50 mil tuítes antigos. Antes da declaração racista, ele tinha 81,6 mil publicações, mas no dia seguinte, seu perfil exibia somente 32,4 mil. Dois dias depois, o número reduziu ainda mais: 29,2 mil.