*

Se você acha que ser miss é apenas sobre glamour e preocupações supérfluas, pense outra vez. Em sua visita à capital, a atual Miss Mundo, Manushi Chhillar, foi à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), em Brasília. Durante a tarde, a indiana teve a chance de conhecer alunos da instituição e contar sua experiência.

A primeira viagem ao Brasil faz parte de um calendário cheio para a jovem de 20 anos. Desde a coroação, Manushi passou a conhecer o mundo para aprender sobre culturas diferentes e auxiliar projetos focados em direitos humanos. A indiana não é novata nessa área.

Durante o concurso de Miss Mundo, Manushi montou uma apresentação sobre a importância do asseio menstrual, tema que ela descreve como tabu em seu país natal. “Sou estudante de medicina e saúde sempre foi minha paixão. Se focarmos na higiene, muitas doenças podem ser prevenidas”, afirmou, no encontro em Brasília.

 

Com sorriso carismático e acompanhada pela Miss Brasília Isabela Schott e pelo Mister Brasília Jesus de Lima, Manushi dançou com os alunos da Apae e distribuiu abraços. A jovem também usou a plataforma para falar de educação e inclusão. “Temos diferenças, mas a educação precisa atender a todos”, comentou.

A miss se mostrou emocionada no evento. “Não me sentia tão feliz há muito tempo. Agradeço a recepção”, falou.

A Apae é uma organização criada para promover cuidados e integração de pessoas com deficiências intelectual e múltipla. A instituição possui mais de 2 mil localidades no Brasil.