*

Marina Ruy Barbosa abriu o coração ao relembrar o episódio no qual foi apontada como pivô da separação de José Loreto e Débora Nascimento, em fevereiro deste ano. Em entrevista a Leo Dias, do portal UOL, a atriz colocou as cartas na mesa e revelou como se sentiu com toda a situação.

“Me abalou. Mas eu dei a minha declaração imediatamente deixando claro que não tinha nenhum envolvimento com ele. Ele deu a dele falando que não houve traição e pediu respeito. Enfim, cada um fala e se posiciona da forma que acha que deve. Respeito e só posso me responsabilizar pelos meus atos. O que os outros fazem não é uma questão minha”, afirmou Marina.

Negando que seja a vítima da história, a ruiva frisou o fato de “a gente viver numa sociedade machista que tende a colocar todas as mulheres como vilãs”. “Tudo está certo na minha vida, como sempre esteve. Eu tenho um casamento incrível, minha família também, meu marido, meu trabalho”, contrapôs a global.

“Isso nunca, em momento algum, mudou. Essa história toda, em momento algum, afetou minha relação ou o meu trabalho”, disse, completando: “Sou atriz desde os 9 anos, sou comprometida e dedicada ao meu trabalho. Por isso acho que nada, por mais difícil que seja em algumas situações, pode afetar meu trabalho”.

Acerca do reencontro com Loreto nas gravações de O Sétimo Guardião, momentos após a repercussão do escândalo, Marina limitou-se a dizer: “É o que eu falei, não vou deixar nada nem ninguém atrapalhar meu trabalho. Esse problema nunca foi meu”.