*

Após pedir reajuste no valor da pensão alimentícia, a ex-mulher de Eduardo Costa deu detalhes sobre a relação que a filha nascida da relação entre os dois mantém na casa dele. Ao ser questionada sobre a possibilidade da menina morar com o pai, Lília Araújo foi taxativa.

“Morar com ele é inviável porque ele é muito ausente. Acho desnecessário. Ela só é tratada bem na presença dele. Quando ele não está, ela não é tratada assim. Ela sempre reclama comigo porque, quando ele sai, o tratamento é diferente”, revelou a Sonia Abrão durante o programa A Tarde é Sua desta quarta-feira (24/10).

“Ele sempre me pede para não confiar em ninguém pra cuidar dela, apenas cinco pessoas. E dessas cinco pessoas que ele me manda confiar, não tem nenhuma que mora na casa dele”, revelou. Eduardo, segundo ela, também pediu que ela parasse de trabalhar, ficando apenas com os cuidados relacionados à menina.

“Ele me mandou pedir as contas pra cuidar apenas dela e eu larguei. Mas um conselho que eu dou: mulher, não largue o trabalho por causa de homem. Ele não tem gratidão por ter largado faculdade e trabalho. Ele nem pediu, ele exigiu. Foram situações constrangedoras pra mim”, afirmou.

Lília também falou de como vive atualmente cuidando da criança, que tem 12 anos. “Eu trabalho muito, sou muito valente, acordo de 5h30 e é a maior correria. Sou mãe, motorista, babá, professora particular… Eu não convivo mais com ele, não aguentei a pressão. É complicado. Ele explode por pouca coisa, aguentei por quatro anos e tem uma hora que não dá mais”.