Especialistas ensinam como escolher trilha sonora para o seu casamento

Entre as recomendações, estão levar em consideração a história do casal e tentar agradar a todos que irão participar da cerimônia

Vinícius Santa Rosa/MetrópolesVinícius Santa Rosa/Metrópoles

atualizado 29/07/2018 15:56

Casais que rumam ao altar devem levar em conta muitas coisas para o grande dia. Uma delas é a trilha sonora responsável por embalar a oficialização do romance dos noivos. É importante escolher bem as músicas, pois elas podem ditar o tom da celebração e da festa, além de serem cruciais em momentos que ficarão gravados na memória. Pensando nisso, o Metrópoles reuniu dicas de profissionais da área de como escolher o repertório musical do casamento. Confira!

Para Pedro Eduardo Mendonça, diretor musical da empresa de consultoria Vibratto, um bom ponto de partida para os noivos é listar músicas que fizeram parte da história do casal. “A música possui um papel conectivo entre as partes da cerimônia, logo, é interessante verificar se a letra combina com o clima de cada momento”, recomenda.

À frente do projeto Noiva e Música, o cerimonialista Pedro Marra também aconselha aos noivos escolherem músicas baseadas em momentos vividos juntos. “Se é um casal mais religioso, canções de louvor que lembrem momentos em família têm tudo a ver”, exemplifica. É importante também levar em consideração o local onde a cerimônia será realizada. “A igreja pede composições sacras, religiosas ou eruditas. Se for um casamento no civil, os noivos já podem ousar mais no repertório”, aponta.

O músico Alysson Takaki orienta a escolha dos noivos por canções que os emocionem e transmitam um pouco dos seus sentimentos. “Se o casal escolher músicas cantadas, é importante estar atento às letras, pois muitas vezes elas têm mensagens inapropriadas para a ocasião. Composições com duplo sentido, hinos de time de futebol e funks também não combinam nem um pouco com o momento. Playback nem pensar!”, repreende.

O maestro Daniel Souto de Moraes, diretor-executivo da Soncietà, afirma que é preciso tomar cuidado com modismos e improvisos. “Muitas vezes, as músicas usadas são tema de filme, novela ou algum cantor do momento, e daqui a um tempo aquela composição fica totalmente fora de uso. Devemos evitar improvisos e coisas de última hora, como entrar cantando, recitar poesias ou coisas do tipo. Isso pode ficar muito bonito ou muito feio. Cuidado pra não estragar uma ocasião tão importante”, conta.

O cantor Rogério Midlej compartilha dessa opinião. “Uma ou outra música nova que tenha encantado os noivos pode fazer parte, mas deve-se evitar uma seleção de sucessos radiofônicos e listas prontas de internet. Caso contrário, os noivos correm o risco de nem se lembrarem das canções, alguns anos depois”, explica. Ele recomenda clássicos e composições atemporais.

Entre as músicas mais populares, estão: a Marcha Nupcial, de Mendelssohn; Hallelujah, de Leonard Cohen; Ave Maria, Cânon de Pachelbel e Jesus Alegria dos Homens, de Bach; Oceans, do Hillsong; canções da MPB; pop internacional; e a trilha sonora de filmes infantis, como A Bela e a Fera e O Mágico de Oz. Os profissionais recomendam que a seleção seja definida de um a três meses antes do casamento.

Mesmo casais com gostos diferentes podem adaptar suas preferências com arranjos e roupagens mais clássicas de suas músicas preferidas. “Um exemplo comum é Sweet Child O’ Mine em orquestra. Fica chiquíssimo e superlegal para a cerimônia”, conta Pedro Marra. Alysson afirma que o bom senso e a conciliação devem prevalecer.

Rogério garante não haver problema em misturar estilos, principalmente quando há uma unidade nos arranjos. “Acho muito importante esse cuidado, pois padroniza. Dessa forma, na mesma cerimônia, é possível incluir rock, música clássica e MPB, por exemplo. Para cada parte da festa, há uma necessidade especial, e isso abre possibilidades para vários estilos, deixando tudo mais emocionante”, diz.

Outro ponto a que os noivos devem atentar é a duração das músicas escolhidas. “Durante a cerimônia, existem algumas entradas rápidas, as quais exigem canções curtas. O ideal é a equipe estar atenta a esse detalhe e estabelecer um ponto de finalização dentro do tempo estimado para cada parte. Geralmente, sugiro uma peça instrumental para os momentos mais curtos, isso ajuda na finalização sem a necessidade de interrupções bruscas”, explica Pedro Eduardo Mendonça.

Rogéria Midlej opina que é importante o tema principal de cada canção ser tocado inteiro. “Quando há letra, ela deve ser cantada na íntegra ou, pelo menos, até a ideia central ser passada ao público. Quanto à necessidade de se prolongar alguma tema, já estamos habituados a dar continuidade até onde aquele momento exija”, afirma.

O diretor musical da Vibratto recomenda, durante a recepção, evitar estilos musicais muito agitados ou agressivos. “Os convidados estão confraternizando, conversando, cumprimentando amigos e familiares, então é melhor músicas mais tranquilas. O momento exato para iniciar as canções mais dançantes e animadas seria após a abertura da pista de dança”.

Ele ainda aponta ser importante levar em consideração os gostos musicais dos convidados, ainda que fujam das preferências dos noivos, pois eles são os termômetros de sucesso do evento. Rogério também acredita que o início precisa ser suave, permitindo conversas, e depois a festa deve começar a animar, fazendo uma curva ascendente.

Alysson ressalta que é importante escolher um DJ, artista ou banda alinhado com o perfil e as expectativas dos noivos. “Existem bandas que tocam apenas rock, axé, sertanejo; outras, apresentam um pouco de tudo. Como as festas geralmente duram cinco horas, é preciso criar um clima para cada momento, desde a recepção dos convidados até a abertura da pista de dança”, diz.

Daniel chama atenção para o fato de que a festa pode ficar monótona com apenas um estilo musical. “Muito cuidado com isso, pois os convidados podem ir embora mais cedo. Apesar de a celebração ser dos noivos, deve-se considerar que todos estão com intuito de se divertir e, para isso, é necessário deixar um estilo mais eclético na ambientação”, aconselha.

Confira a playlist para entrada da noiva:

 

Veja músicas religiosas de inspiração:

 

Descubra quais hits não podem faltar na festa:

http://https://open.spotify.com/user/noivaemusica/playlist/4683S6XcIfbGOgrwcGjFNT

Últimas notícias