Renan acusa Lira após operação da PF: “Beco da propina ficou pequeno”

Ex-presidente do Congresso é adversário político do atual presidente da Câmara e tem disparado críticas contra o integrante do centrão

atualizado 11/08/2022 17:49

Renan Calheiros Igo Estrela/Metrópoles

Ex-presidente do Congresso Nacional, o senador Renan Calheiros (MDB) elevou, mais uma vez, o tom contra o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), de quem é adversário político em Alagoas (AL).

Pelas redes sociais, o emedebista insinuou que o companheiro de Legislativo estaria envolvido em uma operação realizada pela Polícia Federal. O parlamentar compartilhou uma reportagem do Uol sobre a investigação policial.

A ação apura supostos desvios de recursos federais, lavagem de dinheiro e organização criminosa com recursos do Fundo Nacional de Educação Básica (Fundeb) e do Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Rio Largo (AL). O município é comandado pelo prefeito Gilberto Gonçalves (PP), aliado de Arthur Lira.

“O beco da propina ficou pequeno para medir o tamanho da corrupção. Só de custeio da Saúde foram R$ 96 mi em Rio Largo. É uma estrada quilométrica que chegou a SP e chegará a outras cidades. O pedágio de todos os trechos é explorado por Arthur Lira”, afirmou.

Veja a publicação:

Mais lidas
Últimas notícias