Uso de álcool e drogas por aposentados na quarentena preocupa Inglaterra

Psiquiatras relataram aumento no número de pacientes mais velhos que estão com problemas relacionados ao abuso dessas substâncias

atualizado 16/11/2020 14:30

Copos de uísque Dylan de Jonge/Unsplash

O isolamento social fez com que aposentados ingleses de classe média aumentassem o consumo de álcool e drogas em casa, de acordo com uma pesquisa do Royal College of Psychiatrists, de Londres.

Até 45% dos especialistas ligados à instituição britânica relataram crescimento do número de pacientes com piora da saúde mental provocada pela ingestão de bebidas alcoólicas ou pelo uso de drogas durante a pandemia da Covid-19.

Os mais prejudicados são os baby boomers – pessoas nascidas entre 1946 e 1964. Com a liberdade privada durante o primeiro lockdown inglês, sem poder viajar nas férias ou encontrar com os amigos, eles gastaram o dinheiro que economizaram em álcool.

Ao jornal The Telegraph, a vice-presidente do corpo docente da faculdade e conselheira do governo britânico, Emily Finch, atribuiu o problema à perda de rotina. Ela acredita que os serviços de tratamento da dependência devem ser redimensionados para atender esses pacientes.

“Uma coisa sobre o lockdown é que você perde a rotina. Quando ficamos fora de casa o dia todo resolvendo coisas é menor a probabilidade de chegar às 18h e pensar ‘Eu não tenho nada para fazer e tudo bem tomar uma bebida'”, disse.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

 

 

Mais lidas
Últimas notícias