TPM: o que comer e o que evitar para amenizar os sintomas

Frutas, peixes e cereais podem ajudar a diminuir incômodos causados pela tensão pré-menstrual, como dor de cabeça, cólica e estresse

atualizado 07/10/2019 7:55

Unsplash/Divulgação

Os alimentos que combatem a tensão pré-menstrual, a famosa TPM, são os que contêm ômega 3 e/ou triptofano, como peixes e sementes. Eles ajudam a diminuir a irritabilidade. Os vegetais também são poderosos aliados: ricos em água, eles evitam a retenção de líquidos.

Durante a TPM, a dieta deve ser especialmente rica em peixe, cereais integrais, frutas, verduras e legumes. Além disso, deve-se evitar o consumo de gordura, sal, açúcar e bebidas com cafeína – todos podem agravar os sintomas da TPM.

Os vegetais, cereais integrais, frutas secas e oleoginosas são alimentos com vitamina B6, magnésio e ácido fólico, substâncias que ajudam a transformar o triptofano em serotonina, hormônio que aumenta a sensação de bem-estar.

Salmão, atum e sementes de chia são ricos em triptofano e ômega 3, substância anti-inflamatória que diminui dores de cabeça e cólicas abdominais. Sementes de girassol, azeite, abacate e amêndoas são ricos em vitamina E, que ajuda a diminuir a sensibilidade dos seios.

Abacaxi, framboesa, abacate, figo e hortaliças, como espinafre e a salsinha, são naturalmente diuréticos, o que contribui para evitar a retenção de líquido. Também são indicados alimentos ricos em fibras, a exemplo de ameixa, mamão e cereais integrais, que, devido ao efeito laxante, diminuem o desconforto abdominal causado pela inflamação do aparelho reprodutor.

Embutidos e comidas ricas em sal e gordura, como caldos de carne, enlatados e frituras, precisam ser evitados. Além disso, é importante não consumir bebidas com cafeína, pois aumentam a retenção de líquidos e o desconforto abdominal.

Alimentos ricos em açúcar também não estão indicados, porém, como é relativamente comum que a mulher sinta mais necessidade de consumir doces nese período, a indicação é ingerir apenas um quadrado de chocolate meio amargo (70% cacau) após as principais refeições.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias