Setembro amarelo: saiba quais são os sintomas de depressão na adolescência

Familiares e amigos devem ficar atentos para reconhecer os sinais da doença o quanto antes

atualizado 08/09/2020 5:55

adolescente depressãoElva Etienne/Getty Images/Foto Ilustrativa

Integrantes de um dos grupos mais vulneráveis à depressão, os adolescentes vivem um momento de transformação interna e externa. O corpo está mudando, e as responsabilidades da vida adulta vão se tornando cada vez mais próximas. Sem os recursos emocionais necessários para lidar com esse momento, o jovem pode acabar desenvolvendo a doença.

Algumas características clínicas da depressão em adolescentes são tristeza, irritabilidade constante, falhas de memória, falta de autoestima e sentimento de inutilidade. Pais, professores e amigos próximos precisam estar atentos para identificar o problema, que muitas vezes é subestimado como um drama típico da idade.

Principais causas

A depressão na adolescência pode ser desencadeada por diversas situações, como uso de drogas e álcool, histórico familiar de depressão, necessidade de sucesso e perfeição, distúrbios hormonais e alterações no corpo, como crescimento de pelos ou seios.

Além disso, o estado depressivo pode acontecer após ou durante situações de estresse, como doença crônica, perda de alguém querido, desilusão amorosa ou fracasso escolar, por exemplo. Problemas familiares, como falta de atenção e carinho, implicância dos colegas na escola ou rejeição podem ser outras causas para o aparecimento da doença.

Sintomas da depressão na adolescência

  • Tristeza;
  • Cansaço constante;
  • Problemas de memória e concentração;
  • Alterações de humor;
  • Choro frequente;
  • Falta de interesse ou prazer nas atividades diárias;
  • Diminuição do apetite;
  • Perda ou ganho de peso;
  • Insônia.

Muitas vezes os adolescentes apresentam sentimentos exagerados de culpa que levam a pensamentos suicidas ou homicidas.

Como é feito o tratamento

O diagnóstico da depressão pode ser feito pela análise dos sintomas pelo psiquiatra ou por um médico experiente, que poderá diferenciar a doença de situações como estresse, ansiedade ou distimia, por exemplo.

O tratamento da depressão na adolescência é feito com medicamentos antidepressivos prescritos pelo médico. Entretanto, é fundamental a realização de psicoterapia para ajudar o adolescente a explorar sentimentos ou acontecimentos que são dolorosos para ele.

Como família e amigos podem ajudar?

A prática de esportes e atividades culturais, acompanhamento psicológico e dos pais são importantes para ajudar o adolescente a se recuperar da depressão.

É importante que a família e os amigos fiquem atentos aos sintomas para ajudar o jovem e fazer com que ele se sinta melhor. É importante que família e amigos compreendam a situação e não o tratem com pena ou façam com que se sinta superprotegido, pois isso pode causar mais angústia e preocupação.

É recomendado que sejam tomadas atitudes simples para mostrar ao adolescente como ele é importante para as pessoas e realizar atividades que promovam a sua sensação de bem-estar. Além disso, é importante que a família demonstre que o adolescente está integrado e é importante para a tomada de decisões.

Com informações do portal Tua Saúde

Últimas notícias