Saúde vai monitorar coronavírus com inteligência artificial

Um grande programa será implementado nos próximos dias e fará acompanhamento, por telefone, de 125 milhões de pessoas

O ministro Luiz Henrique Mandetta afirmou, em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (31/03), que o governo está desenvolvendo, há 20 dias, um algoritmo para disparar ligações telefônicas a 125 milhões de brasileiros a fim de monitorar o avanço do coronavírus no Brasil.

Por meio de inteligência artificial, o robô perguntará à população sobre contato com pessoas contaminadas, deslocamentos em transporte público e cuidados do dia a dia para entender os focos da doença e como ela está se desenvolvendo no território.

“Vai ser um grande trabalho de bioestatística, estamos em contato com vários setores do governo para desenvolvê-lo. Vamos ter algumas intempéries, mas vamos seguir com ele. Um grande banco de informações, uma ferramenta de gestão de pessoas, que vai antecipar quem é paciente de risco, onde são os focos, onde está indo, isso vai nos permitir chegar nas zonas quentes”, explica o ministro.

Ele espera que, assim, com informação, o governo possa tomar melhores decisões sobre o isolamento da população, flexibilizando ou fortalecendo as estratégias de distanciamento social, de acordo com a evolução do coronavírus em cada região.