Saiba quais são os sintomas e como tratar gastrite nervosa

Sinais da doença normalmente acontecem depois de uma situação de estresse ou pico de ansiedade

Planet Flem/Getty Images

atualizado 07/02/2020 7:29

Já sentiu uma queimação forte no estômago durante uma situação de grande estresse ou em um período de grande ansiedade, seja na preparação para um exame ou pressão no trabalho? O problema pode ser uma gastrite nervosa.

Nesses casos, é aconselhado consultar um gastroenterologista para avaliar a necessidade de tomar um protetor gástrico durante as fases de maior estresse, de forma a proteger a mucosa do estômago e a evitar o surgimento da gastrite.

Os dois sintomas mais frequentes são a presença de arrotos e a sensação de enjoo constante, no entanto, outros sinais também podem estar presentes.

Como confirmar o diagnóstico
O diagnóstico de gastrite nervosa não é comum e geralmente é feito quando os sintomas ficam mais fortes durante os períodos de crise. No entanto, primeiro é preciso eliminar outras possíveis causas, como a infecção do estômago por H. Pylori, por exemplo.

Caso os sintomas surjam com frequência, é importante consultar um gastroenterologista para avaliar todo o histórico clínico e tentar achar a causa mais provável para a gastrite.

Como aliviar a gastrite nervosa
O primeiro passo para aliviar os sintomas da gastrite nervosa é usar estratégias para diminuir o estresse e a ansiedade, como fazer aulas de ioga para aprender a controlar a mente e a respiração,  alongamentos no meio do dia para relaxar o corpo e, se necessário, acompanhamento de um psicoterapeuta.

Além disso, o tratamento também deve incluir:

1. Dieta leve
Ter uma alimentação saudável ajuda a reduzir a produção de acidez no estômago, aliviando os sintomas de dor e queimação. Para isso, deve-se evitar o consumo de alimentos ricos em gordura, como salsicha, linguiça, bacon, leite integral, fast food, comida pronta congelada e biscoitos recheados.

Para diminuir a produção de gases, é importante evitar o consumo de alimentos como bebidas gaseificadas, feijão, repolho, milho, ervilha, brócolis, couve-flor e ovo.

2. Atividade física regular
Praticar atividade física regularmente é importante para melhorar a digestão, diminuir o estresse e a ansiedade e aumentar a produção de hormônios que dão a sensação de prazer e bem-estar, ajudando a aliviar os sintomas da doença.

3. Optar por remédios naturais
Algumas plantas medicinais podem ser usadas como tratamento natural para a gastrite nervosa, ajudando a aliviar os sintomas da doença. Para isso, pode-se utilizar chás de:

Estas bebidas são ótimas para aliviar as náuseas, a dor de estômago e os vômitos.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias