Quais são os primeiros socorros necessários em caso de incêndio

Proteger as vias aéreas com uma roupa molhada e ficar perto do chão são algumas das recomendações. A fumaça é perigosa para saúde

Andre Borges/Especial para o MetrópolesAndre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 30/09/2019 7:54

É importante saber como se comportar em casos de incêndios. A fumaça, se inalada, faz muito mal à saúde e a vítima precisa ser atendida por médicos para detectar a extensão do dano e evitar lesões permanentes nas vias respiratórias. Além disso, é recomendado ir para um local aberto e arejado e deitar no chão, ficando, preferencialmente de lado.

A primeira atitude numa situação de incêndio deve ser chamar os bombeiros ligando para o número 193. Para ajudar e salvar vidas, primeiro deve-se pensar na própria segurança.

Posso socorrer vítimas de incêndio?
Diante de um incêndio em casa ou na floresta, o ideal é esperar pelo socorro prestado pelo Corpo de Bombeiros. Os profissionais são bem treinados e eficientes para salvar vidas e controlar o fogo.

Caso encontre alguma vítima, você deve:

1. Levá-la para um local fresco, arejado e longe da fumaça, e molhar o rosto dela com um camiseta molhada com água ou soro fisiológico para diminuir o desconforto;

2. Avaliar se a vítima está consciente e respirando:

  • Caso a vítima não respire, chame ajuda médica ligando o 192 e depois inicie a respiração boca a boca e a massagem cardíaca;
  • Se estiver respirando, mas desmaiada, ligue para o 192 e deite a pessoa de lado, colocando-a na posição lateral de segurança.

A fumaça de incêndio é altamente tóxica e, por isso, pode afetar gravemente o organismo. Mesmo que a vítima esteja consciente e não apresente qualquer sintoma ou desconforto, é aconselhado ir a um pronto-socorro para garantir que não há perigo. Muitas vítimas morrem depois de um incêndio devido a complicações respiratórias como pneumonia ou bronquiolite, que podem se manifestar horas após o fato.

Como um incêndio afeta a saúde
Além de resultar em queimaduras graves, o incêndio pode levar à morte por falta de oxigênio e infecção respiratória. A falta de oxigênio no ar leva a desorientação, fraqueza, enjoo, vômito e desmaio.

Quando a pessoa desmaia, ela ainda pode respirar, mas está inconsciente e, se permanecer no local do incêndio, terá menos chances de sobreviver. Uma quantidade reduzida de oxigênio pode levar à morte em menos de 10 minutos e, por isso, o socorro às vítimas deve ser realizado o mais rápido possível.

Além de o fogo colocar em risco a vida por queimar a roupa, a pele e os objetos, o calor extremo queima as vias respiratórias e a fumaça consome o oxigênio do ar, deixando grandes quantidades de CO2 e partículas tóxicas que, ao serem inaladas, chegam aos pulmões.

A vítima pode morrer pelo fogo, fumaça ou por infecções respiratórias causadas pelo calor ou pela fumaça.

Sinais que indicam intoxicação respiratória
Após estar exposto a grandes quantidades de fumaça podem surgir alguns sinais e sintomas de intoxicação respiratória que podem colocar a vida em risco, como:

  • Dificuldade para respirar, mesmo num local fresco e arejado;
  • Voz rouca;
  • Tosse muito intensa;
  • Cheiro de fumaça ou produto químico no ar expirado;
  • Confusão mental como não saber onde está, o que aconteceu e confundir pessoas, datas e nomes.

Se a vítima apresentar estes sintomas, mesmo estando consciente, deve-se chamar imediatamente ajuda médica, ligando o 192, ou transportá-la para um pronto-socorro próximo.

Como se proteger em um incêndio 

  • Agachar e proteger o nariz e a boca com um pano molhado. A fumaça irá subir consumindo o oxigênio que está disponível no espaço, mas quanto mais próximo do chão, maior a quantidade de oxigênio disponível;
  • Não se deve respirar pela boca, porque o nariz consegue filtrar melhor os gases tóxicos do ar;
  • Procurar o local mais arejado para ficar, como uma janela, por exemplo;
  • Se outros cômodos da casa estiverem pegando fogo, cubra as frestas das portas com roupas ou lençóis para evitar que a fumaça entre onde você está. Se for possível, molhe suas roupas com água;
  • Antes de abrir uma porta, coloque a mão para verificar a temperatura. Se estiver muito quente, pode indicar que há fogo do outro lado, e por isso não se deve abrir a porta;
  • Se suas roupas começarem a pegar fogo, o mais correto é deitar e rolar no chão para eliminar as chamas. Correr irá aumentar o fogo e queimar a pele rapidamente;
  • Só é recomendado sair pela janela de uma casa ou prédio se estiver no térreo ou no primeiro andar. Se estiver acima, deve esperar pelos bombeiros.

O que não fazer 

  • Não se deve usar os elevadores. Em um incêndio a eletricidade é cortada e você poderá ficar preso dentro do elevador que, além de poder pegar fogo, está propenso à entrada de fumaça;
  • Não se deve subir os andares de um prédio, a menos que estas sejam as orientações de saída de emergência durante um incêndio, ou se for imprescindível;
  • Não se deve ficar na cozinha, garagem, ou dentro do carro por causa do gás e da gasolina que podem levar a explosões; (Com informações do portal Tua Saúde.)

Últimas notícias