Precisou sair? Saiba o que fazer para não contaminar a sua casa

Especialista em infecção hospitalar do Sírio-Libanês explica qual deve ser o ritual ao chegar da rua na sua residência

Uma das medidas para evitar a transmissão descontrolada do coronavírus é evitar sair de casa. Mas, mesmo com a cidade toda fechada, é permitido ir ao mercado, padaria ou farmácia, por exemplo. Para evitar o contágio na rua, a dica é lavar as mãos ou higienizá-las com álcool gel e evitar levá-las à boca.

Porém, é possível que o vírus esteja em roupas, sapatos, cabelos, braços, etc. Para evitar contaminar a própria casa e os familiares, a gerente médica da comissão de controle de infecção hospitalar do hospital Sírio-Libanês, Maura Salaroli de Oliveira, enumera algumas das ações que podem ser tomadas ao voltar para casa.

“Além das medidas tão faladas, de lavagem de mãos e etiqueta da tosse, o ideal é que se retire os sapatos ao entrar em casa, higienize as mãos, coloque os objetos pessoais sempre no mesmo local e troque de roupa. Se possível, tome também um banho”, afirma a médica.

Mesmo que não haja sintomas ou casos confirmados na família, Maura recomenda que não se compartilhem talheres, copos, lençóis e toalhas. Ela lembra ainda da necessidade de higienizar também o celular, os óculos e outros objetos. “Não se esqueça de manter a casa bem arejada”, diz.

1/14
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles
Moises Dias/Metrópoles