Precisa sair? Aprenda a se proteger do coronavírus no ônibus

A orientação é ficar em casa, mas, se for necessário sair e usar o transporte público, há algumas medidas para evitar o contágio

Mesmo que a principal orientação para evitar o coronavírus seja ficar em casa, nem todos os cidadãos podem se recolher: serviços essenciais, como mercados e farmácias, seguem abertos. O transporte público também continua funcionando para levar a população aos postos de trabalho. Mas como evitar a contaminação no ônibus, um ambiente cheio, onde todos colocam a mão no mesmo lugar?

Segundo a Sociedade Brasileira de Infectologia, a indicação é apostar no álcool em gel. “Higienize as mãos com álcool gel 70% antes de entrar no ônibus e imediatamente após sair do veículo, e priorize lavar as mãos com água e sabão ao chegar no destino final”, diz comunicado da sociedade.

Dentro do ônibus, evite tocar olhos, nariz e boca. Segundo os especialistas, não é necessário usar luvas para tocar nas superfícies nem máscara, se não apresentar sintomas respiratórios como tosse, espirros e dor de garganta. No ônibus, o ideal é que as janelas fiquem abertas, porque ambientes fechados favorecem a disseminação de vírus.

Se a opção de transporte for um carro compartilhado, como uber ou táxi, opte pelas janelas abertas e higienize as mãos com água e sabão ou álcool gel antes de entrar e ao sair do veículo.