Pigarro na garganta? Veja remédios caseiros para aliviar o incômodo

Causado por muco em excesso, a sensação de algo preso na garganta é provocada pela falta de hidratação da região

istockistock

atualizado 13/05/2019 12:57

O pigarro é muito comum: a sensação de que há algo arranhando na garganta aparece volta e meia em quem vive debaixo do ar condicionado ou lidando com diferenças bruscas de temperatura. A causa é o muco, substância que reveste a garganta e aumenta quando a região está seca ou irritada. Para eliminar o desconforto deve-se hidratar o muco, que será expelido com a tosse.

Algumas formas fáceis para fazer isso, são:

1. Fazer gargarejos com água e sal
O sal ajuda a atrair mais água para as paredes da garganta, criando uma barreira que, além de hidratar, também protege contra poeiras que irritam as mucosas.

Para fazer este gargarejo deve-se:

  1. . Misturar 1 colher de sopa de sal em meio copo de água morna;
  2. . Mexer bem a água até que o sal se dissolva completamente;
  3. . Colocar a mistura na boca e inclinar a cabeça para trás;
  4. . Fazer gargarejos com a água por pelo menos 30 segundos;
  5. . Repetir os gargarejos até que toda a água tenha terminado.

Esta técnica provoca um alívio rápido e, por isso, pode ser usada sempre que o desconforto for muito intenso, até quatro vezes por dia.

2. Passar óleo essencial de eucalipto no peito
É uma forma natural de liberar o muco preso na garganta e abrir as vias respiratórias. Para usar o óleo essencial deve-se misturar três a quatro gotas em uma colher de chá de óleo de coco e depois esfregar a mistura no peito. De início, esta técnica pode causar uma ligeira sensação de tosse mas, com o tempo, a irritação da garganta é aliviada.

3. Tomar chá de limão com mel
O limão quebra as moléculas do muco, tornando-o mais líquido e fácil de eliminar. Já o mel ajuda a criar uma camada protetora da garganta que reduz a irritação da mucosa. O chá dos dois ingredientes é uma boa maneira de aliviar a sensação de algo preso na garganta. Para preparar a bebida, deve-se misturar duas colheres de sopa de suco de limão em uma xícara de água fervente, adicionar uma colher de chá de mel, misturar e beber assim que amornar.

4. Fazer nebulizações com água quente
As nebulizações são ótimas não só para hidratar a mucosa da garganta, mas também para liquidificar o pigarro preso na garganta, permitindo que seja eliminado mais facilmente. A nebulização pode ser feita com um aparelho especial, conhecido como nebulizador, na qual o vapor é liberado diretamente em uma máscara facial. Mas também há uma maneira caseira de fazê-la:

  1. . Colocar um a dois litros de água fervente em uma bacia;
  2. . Colocar uma toalha por cima da cabeça, tapando a bacia também;
  3. . Respirar o vapor que sai da bacia.

5. Beber dois litros de água
Embora seja a dica mais simples, é uma das mais eficazes no alívio da sensação de pigarro na garganta, pois hidrata a secreção presa, permitindo sua eliminação. Esta água pode ser bebida também sob a forma de chás ou água de coco.

Possíveis causas de pigarro na garganta
O pigarro é causado pelo excesso de muco na garganta, que pode acontecer por irritação ou alergia. Algumas das causas mais frequentes incluem:

  • Gripe ou resfriado;
  • Alergia;
  • Bronquite;
  • Inflamação da laringe ou faringe;
  • Sinusite;
  • Pneumonia.

Se o pigarro não melhorar após três dias é importante ir ao clínico geral ou ao pneumologista para que o médico avalie se é preciso optar pelo tratamento com medicamentos. Alguns sinais que podem indicar outros problemas incluem presença de catarro amarelado ou esverdeado, dificuldade para respirar, dor de garganta ou febre baixa.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias