O que é hiperêmese gravídica, a condição que tem afetado Tatá Werneck

Cerca de 2% das grávidas sofrem com essa síndrome, que provoca enjoos, vômitos e cansaço excessivo. Hidratação e repouso são fundamentais

atualizado 23/05/2019 17:04

Reprodução/Instagram

Com quase quatro meses de gravidez, Tatá Werneck tem sofrido bastante com hiperêmese gravídica, uma condição que afeta cerca de 2% das grávidas, provocando muitos enjoos e vômitos e impedem a mulher de se alimentar como esperado e de seguir uma rotina normal. A duquesa Kate Middleton também sofreu com a síndrome e a apresentadora Fernanda Lima, que também está grávida, já declarou estar passando pela situação.

Nesses casos, há persistência do mal-estar mesmo após o terceiro mês, período no qual os enjoos normalmente melhoram para a grande maioria das gestantes. Os hormônios em excesso provocam essas alterações. Os sintomas incluem ainda boca seca, manchas brancas na boca, hálito mais ácido, aumento da frequência cardíaca, cansaço excessivo e perda de peso acima de 5% do peso corporal inicial.

Nos casos mais leves, o tratamento pode ser feito em casa com alterações na dieta e uso de remédios antiácidos. Repouso e hidratação são fundamentais. Em casos mais graves, pode ser necessário a internação para repor o desequilíbrio de líquidos no organismo e aplicar remédios diretamente na veia.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias