Mandetta: taxa de mortalidade de coronavírus no Brasil não é real

Ministro da Saúde explica que o país ainda testa poucas pessoas e, por isso, o número de 3,5 é alto, mas deve diminuir ainda essa semana

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (30/03), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta explicou que a taxa de mortalidade por coronavírus no Brasil não é real e deve diminuir ainda essa semana.

“Esse número, que hoje é 3,5%, é resultado de uma divisão entre os casos confirmados e a quantidade de óbitos. As mortes são fáceis de confirmar a causa, mas nossa testagem de casos comprovados ainda não corresponde à realidade. Provavelmente temos um número de casos confirmados muito maior do que o que confirmamos”, afirma.  A taxa de mortalidade da Covid-19 no mundo é de 4.8%. De acordo com a última atualização do governo, são 4.579 pacientes diagnosticados e 159 mortes por coronavírus no Brasil.

Esta semana, o Brasil deve começar um esforço de testagem maior, com a chegada de kits de exame encomendados pelo Ministério da Saúde. “Espere para esta semana um aumento no número de casos, e uma baixa na taxa de mortalidade”, diz o ministro.

Ele afirma ainda que o coronavírus é uma patologia nova, que está “escrevendo sua história”, e que levará ainda um bom tempo para entendermos exatamente qual é a letalidade exata.