Hospital de idosos de São Paulo já tem 80 óbitos confirmados

O Sancta Maggiore, administrado pela rede Prevent Senior, será investigado pelo Ministério Público estadual

Epicentro da epidemia de coronavírus no Brasil, o estado de São Paulo está lidando com um “ponto fora da curva”, como explica o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O hospital Sancta Maggiore, administrado pela Prevent Senior, é especializado em idosos e registrou 80 óbitos dos 136 que aconteceram na unidade federativa desde que a epidemia chegou ao país.

O plano de saúde é mais barato do que os convencionais e, por isso, tem uma cartela grande de clientes. Segundo o ministro, no hospital estão internadas várias pessoas do grupo de risco e imunossuprimidas, por isso um número de mortes tão elevado. “A partir do momento que o vírus entrou, o hospital já constituiu um ambiente de transmissão elevado. Não dá pra tirar as pessoas de lá. Tenho dialogado com o governo local e estamos conversando sobre uma intervenção”, afirma Mandetta.

Nessa segunda-feira (30/03), o Ministério Público de São Paulo instaurou uma investigação contra o centro médico para apurar suspeita de omissão de notificação de mortes. Se o fato se confirmar, o órgão vai responsabilizar os gestores por terem burlado as medidas de vigilância sanitária que tentam conter o alastramento do coronavírus no país.