Conheça os cuidados necessários para pacientes em quimioterapia

Os doentes devem buscar ajuda de nutricionistas para pensar um cardápio especial, que procure suavizar as náuseas e os enjoos

O câncer é a segunda doença que mais mata brasileiros, de acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). A quimioterapia é um dos principais métodos de tratamento, com altas taxas de sucesso, dependendo do estágio do paciente. No entanto, a junção de vários medicamentos é bastante agressiva para o organismo.

A medicação costuma ser aplicada na veia. Tem como papel fundamental destruir as células cancerosas, impedindo que elas cresçam e se multipliquem. Entretanto, o medicamento acaba afetando células sadias, causando efeitos colaterais que variam de paciente para paciente.

Segundo Andrea Farias, oncologista e superintendente-executiva do Instituto OncoVida/Oncoclínicas, entender o tratamento e conhecer os riscos é essencial. “A comunicação e o cuidado com o paciente, bem como o acolhimento através de equipes multidisciplinares fazem diferença no tratamento”, afirma. “Durante a quimioterapia venosa ou oral, o paciente deverá ter alguns cuidados, mas, na maior parte do tempo, poderá manter sua rotina diária e até mesmo seguir trabalhando”, argumenta a especialista.

Efeitos colaterais
Após a aplicação da quimioterapia, os pacientes costumam ficar mais fracos e cansados. Por isso, a recomendação é evitar tarefas domésticas nesses dias, bem como esforços excessivos. O paciente sempre deve combinar as idas ao médico com um amigo ou familiar, pois, normalmente, ele sentirá enjoos ou tonturas.

Cuidados especiais
Por causa da sensibilidade da pele, aconselha-se ter cuidado ao usar barbeadores ou giletes. O mais recomendado é usar um barbeador elétrico. As tarefas de cortar unhas e cutículas também devem ser desempenhadas com muito cuidado. Não é indicado o uso de desodorantes com álcool devido ao ressecamento da pele.

Dicas de bem-estar
Náusea, vômitos e diarreias atingem quase 80% dos pacientes por volta da segunda ou terceira sessão de quimioterapia. Por isso, nem sempre manter uma alimentação rica em nutrientes é possível. Nesses casos, vale conversar com um nutricionista especializado para acrescentar à dieta suplementos alimentares ou alimentos de aporte calórico.

Em casos de náuseas, deve-se evitar a ingestão de alimentos condimentados e com odor forte. Comidas mais secas, como biscoitos e torradas, e alimentos frios, como sucos, picolés e água de coco, são os mais indicados.

Por fim, se houver vômito, o paciente deve evitar a ingestão de líquidos durante as refeições, tentar comer devagar, mastigando bem os alimentos, e não deitar logo após as refeições.