Entenda o sintoma: o que a cor do seu catarro diz sobre a sua saúde

A secreção varia de coloração de acordo com o tipo de problema do paciente. A observação é importante para entender o quadro clínico

Brittany Colette, UnsplashBrittany Colette, Unsplash

atualizado 15/05/2019 19:04

Estamos no outono, época em que as doenças respiratórias proliferam. São comuns alergias, sinusites e, também, ocorrências mais graves como pneumonias ou infecções respiratórias. O catarro é um dos primeiros sintomas a aparecer e sua cor e espessura podem ajudar a entender melhor o quadro clínico.

Geralmente, o catarro não passa de uma secreção transparente e quase líquida que é reabsorvida pelo organismo. Quando o aspecto é mais espesso, dificulta a respiração e tem outras cores é importante consultar um médico. Crianças pequenas, além de idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas são consideradas grupos de risco.

Catarro amarelo ou verde
É comum quando há a presença de neutrófilos nas vias aéreas, que são células de defesa do organismo. Elas produzem uma proteína verde que é dissolvida no catarro. A cor pode variar um pouco dependendo da quantidade de proteína. Desta forma, este tipo de catarro pode indicar uma infecção nas vias respiratórias ou nos seios nasais, como faringite ou pneumonia, por exemplo.

Catarro avermelhado ou com sangue
Quando surge sangue no catarro em pouca quantidade geralmente é sinal de bronquite. No entanto, atenção, pois a presença de muito sangue na secreção pode indicar problemas mais sérios como tuberculose, pneumonia ou câncer do pulmão. O mais indicado é consultar um médico para realizar exames e ter um diagnóstico.

Catarro branco ou cinza
Ocorre em casos de inflamação das vias respiratórias superiores, mas também pode surgir durante uma gripe ou sinusite, quando os seios nasais ficam muito cheios e começam a drenar para a garganta. Recomenda-se a ingestão de mais de dois litros de água por dia para ajudar a eliminar o excesso de secreção.

Em casos mais raros, esta coloração também pode acontecer quando se come muitos laticínios, pois os derivados do leite tornam o catarro mais espesso, apresentando uma cor esbranquiçada quando é eliminado.

Catarro marrom ou preto
Mais frequente em caso de fumantes ou trabalhadores de locais com muita poluição e poeira, como minas, usinas e pedreiras. As partículas como alcatrão ou resina ficam grudadas nas vias respiratórias. Em alguns casos, o catarro marrom também pode surgir devido à ingestão de chocolate, café ou vinho tinto, por exemplo.

Catarro rosa
A coloração rosa não é um bom indicativo porque significa que existe líquido nos pulmões. É comum em pacientes que estão com problemas no coração, no qual o sangue se acumula em volta dos pulmões. A recomendação é procurar um médico pneumologista.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias