Covid: família luta pela vida de paciente “mais complicada do mundo”

Paciente está internada há quase um ano. Familiares entraram na Justiça para resistir à recomendação médica de desligar os aparelhos

atualizado 25/11/2021 13:29

Paciente no hospitalGetty Images

A família de uma paciente da Covid-19 do Reino Unido, considerada pelos médicos como “o caso mais complicado do mundo”, conseguiu na justiça, nesta quinta-feira (25/11), o direito de mantê-la viva até que o quadro clínico seja reavaliado novamente.

A mulher, que tem a identidade preservada pela justiça, foi internada no Hospital Addenbrooke, em Cambridge, com sintomas da infecção do novo coronavírus no final de 2020. Complicações da doença provocaram lesões cerebrais na paciente e a deixaram paralisada do pescoço para baixo, com a necessidade do suporte de aparelhos.

Segundo noticiou o jornal Daily Mail, os médicos que tratam a paciente argumentam que os equipamentos que a mantém viva devem ser desligados pois não há mais nada a fazer por ela.

Os médicos acreditam que o prognóstico de vida da mulher, que tem cerca de 50 anos, é de meses e transferi-la para um regime de cuidados paliativos permitiria que ela morresse em paz e sem angústia.

Veja quais são os sintomas mais frequentes de Covid-19:

0

 

A família vem resistindo à indicação médica e, para tanto, tem brigado na Justiça para manter a paciente viva. Segundo os familiares, ela ainda consegue demonstrar emoções e gosta de assistir ao programa Mr Bean.

 

 

Mais lidas
Últimas notícias