Confira sete remédios caseiros que ajudam a controlar a pressão alta

A hipertensão é um problema sério e exige acompanhamento médico. No entanto, há alternativas simples que podem complementar o tratamento

Marcelo Leal/UnsplashMarcelo Leal/Unsplash

atualizado 26/08/2019 9:26

A hipertensão é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias. O problema obriga o coração a fazer mais força para bombear o sangue e distribuí-lo pelo corpo, aumentando os riscos de acidente vascular cerebral, infarto, aneurisma arterial e insuficiência renal e cardíaca.

Embora em 90% dos casos a doença seja herdada, alguns fatores comportamentais podem contribuir para o surgimento da hipertensão. Tabagismo, obesidade, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, estresse, elevado consumo de sal e falta de atividades físicas são alguns deles.

Para ajudar a controlar a pressão alta, há algumas alternativas caseiras com propriedades anti-hipertensoras. Mas, atenção: estas soluções são apenas complementares ao tratamento tradicional, que deve ser orientado por um cardiologista e costuma exigir medicação contínua.

1. Água de alho
A água de alho estimula a produção de óxido nítrico, um gás com forte ação vasodilatadora. A substância facilita a circulação do sangue e diminui a pressão sobre o coração.

O alho é, ainda, um ótimo aliado para manter a saúde cardiovascular, pois tem propriedades antioxidantes e protetoras dos vasos sanguíneos que evitam o surgimento de problemas como a aterosclerose.

Além da água, o alho pode ser ingerido ao longo do dia com a comida, por exemplo. Uma boa dica é adicionar alguns dentes de alho no vidro do azeite. Assim, sempre que utilizar o óleo, será ingerido a gordura boa e também as propriedades do alho.

Ingredientes
– 1 dente de alho cru, descascado e amassado;
– 100 ml de água.

Modo de preparo
Coloque o dente de alho no copo de água e deixe repousar de 6 a 8 horas. Tome esta água em jejum, na manhã seguinte, ou prepare um litro de água com alho e vá bebendo ao longo do dia.

2. Chá de folhas de oliveira
As folhas de oliveira são um dos melhores remédios naturais para a pressão alta, pois a ação dos seus polifenóis consegue regular a pressão arterial e baixá-la sem o risco de causar hipotensão.

Também causam um ligeiro efeito calmante e relaxante, que ajuda a controlar os sintomas em pessoas que sofrem de ansiedade constante. Além do chá, há o extrato de folhas de oliveira à venda em lojas de produtos naturais sob a forma de cápsulas.

Ingredientes
– 2 colheres (de sopa) de folhas de oliveira picadas;
– 500 ml de água fervente.

Modo de preparo
Coloque as folhas de oliveira em uma xícara com água fervente e deixe repousar entre 5 a 10 minutos. Depois, coe a mistura e deixe amornar. Por fim, beba 3 a 4 xícaras do chá ao longo do dia.

3. Suco de mirtilo
Além de ser uma excelente fonte de antioxidantes – que combatem doenças como o câncer e evitam o envelhecimento precoce -, o mirtilo ajuda a diminuir a pressão arterial, especialmente quando consumido diariamente.

Sua ação parece ser mais notória em pessoas com alto risco cardiovascular, como obesos ou pessoas com síndrome metabólica. Assim, pode ser usado como complemento do tratamento indicado pelo médico.

Ingredientes
– 1 xícara de mirtilos frescos;
– ½ copo de água;
– Suco de ½ limão.

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter uma mistura homogênea. Este suco deve ser consumido 1 a 2 vezes por dia.

4. Chá de hibisco
O hibisco é uma planta que tem sido popularmente utilizada para ajudar no processo de emagrecimento. No entanto, esta planta tem outros efeitos importantes, como a redução da pressão arterial. Isso acontece devido à sua composição rica em antocianinas, flavonoides que ajudam na regulação da pressão arterial.

No entanto, para se obter o melhor resultado, deve-se utilizar os cálices das flores com cores mais escuras. Quanto mais escuras forem as flores de hibisco, maior a quantidade de antocianinas e maior o efeito contra o aumento da pressão arterial.

Embora ainda não existam estudos que comprovem, é possível que o hibisco seja tóxico acima de doses diária de 6 gramas. Assim, é aconselhado que não se aumente a dose indicada. O chá de hibisco pode ter um sabor bastante amargo. Por isso, caso seja necessário, pode-se adicionar uma pequena colher de stevia ou mel, para adoçar.

Ingredientes
– 1 a 2 gramas de cálices de hibisco;
– 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo
Coloque os cálices de hibisco no interior da xícara e deixe repousar entre 5 a 10 minutos. Depois, coe e beba a mistura 1 a 2 vezes por dia, mantendo pelo menos 8 horas de intervalo entre cada xícara.

5. Chá de mangaba
Ingerir a mangaba ou tomar o chá da casca da fruta é ótimo para a hipertensão, pois o alimento possui propriedades vasodilatadoras.

Ingredientes
– 2 colheres (de sopa) de casca de mangaba;
– 500 ml de água fervente.

Modo de preparo
Juntar os ingredientes e deixar ferver alguns minutos. Tapar a panela e deixar esfriar e coar em seguida. Tomar de 2 a 3 xícaras por dia.

6. Chá de cavalinha
É um excelente diurético natural, que aumenta a produção de urina e a eliminação do excesso de líquidos no corpo. Assim, pode ser um ótimo aliado para baixar a pressão arterial em pessoas com retenção de líquidos, pois o excesso de água no corpo causa mais estresse sobre o coração.

No entanto, deve ser usado pontualmente: se for difícil controlar a pressão com outros métodos e se há muita retenção de líquidos. O chá não deve ser consumido por mais de 1 semana seguida, pois também provoca a eliminação de minerais importantes através da urina.

Ingredientes
– 2 a 3 colheres (de sopa) de folhas de cavalinha secas;
– 500 ml de água fervente.

Modo de preparo
Coloque as folhas de cavalinha na água fervente e deixe repousar por 5 a 10 minutos. Depois coe a mistura e beba morno. Este chá pode ser consumido 2 a 3 vezes por dia.

7. Chá de valeriana
As raízes de valeriana têm excelentes propriedades calmantes e relaxantes musculares que ajudam a melhorar a circulação sanguínea. Além disso, por ser calmante e atuar diretamente no neurotransmissor GABA, a valeriana pode ser usada especialmente por quem tem crises de ansiedade frequentes, que levam ao aumento da pressão arterial.

Ingredientes
– 5 gramas de raiz de valeriana;
– 1 xícara com água fervente.

Modo de preparo
Coloque a raiz de valeriana na xícara com água fervente e deixe repousar por 5 a 10 minutos. Depois, coe e beba de duas a três vezes por dia. Em algumas pessoas o chá pode causar sonolência durante o dia, devendo, nesses casos, ser usado apenas antes de dormir.

(Com informações do portal Tua Saúde.)

Últimas notícias