Confira 7 formas naturais para ajudar no controle da pressão alta

Com o acompanhamento de um cardiologista e hábitos saudáveis, é possível viver normalmente com a hipertensão

atualizado 02/12/2021 19:48

controle da pressão arterialGetty Images

As doenças cardiovasculares são um conjunto de problemas que atingem o coração e os vasos sanguíneos e, normalmente, estão relacionadas a hábitos de vida pouco saudáveis, como alimentação rica em gorduras e sedentarismo.

O aumento da pressão arterial ocorre quando os vasos sanguíneos ficam mais estreitos ou perdem a elasticidade, fazendo com que o coração precise de mais força para bombear o sangue pelo corpo.

O presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, Celso Amodeo, explica que a hipertensão é uma doença silenciosa e assintomática. Entretanto, apesar de não se apresentar de maneira clara, alguns sinais podem surgir, como enjoos, tonturas, visão embaçada, dificuldade para respirar ou dor no peito, por exemplo.

Em casos mais sérios, quando a pessoa não faz o necessário acompanhamento de sua saúde, o especialista explica que um AVC pode ser o primeiro alerta. “Apenas 20% da população que tem hipertensão controla a doença de forma adequada. Os outros 80% não tratam corretamente e deixam de se cuidar”, afirma o especialista.

O tratamento da hipertensão deve ser feito sempre sob indicação de um cardiologista, acompanhado de mudanças de hábitos, essenciais para que o tratamento seja eficaz.

Celso explica que controlar a dieta, diminuir o sal, fazer atividade física e ter uma boa rotina de sono são atitudes fundamentais para quem deseja ter a pressão controlada. Em alguns casos, existe a necessidade de prescrição de medicamentos.

“Dormir bem e checar a qualidade do sono é muito importante. A apneia do sono [um distúrbio grave em que a respiração para e volta diversas vezes durante a noite] é um agravante para quem tem hipertensão, por exemplo. É preciso estar atento”, destaca o presidente da SBC.

Confira abaixo sete formas naturais que ajudam no controle da pressão alta:

1. Perder peso

Há uma relação direta entre o peso e o nível da pressão arterial. Por isso, além de diminuir a gordura total do corpo, também é importante a redução do tamanho da circunferência do abdômen. A gordura abdominal é um grande fator de risco para o surgimento de doenças cardiovasculares, como o infarto e o AVC.

Para que se emagreça de forma saudável, é necessário fazer acompanhamento com especialistas e não seguir qualquer dieta.

2. Controlar a alimentação

É importante evitar o consumo de alimentos enlatados, em conserva ou congelados, pois eles contém excesso de sódio e conservantes que levam ao aumento da pressão.

Além disso, é importante beber de 1 a 2 litros de água por dia, para manter o corpo hidratado e permitir o funcionamento adequado dos órgãos.

A dieta estilo DASH, por exemplo, propõe uma alimentação rica em frutas, verduras, cereais integrais e derivados do leite, sendo pobre em gordura, açúcares e carne vermelha, o que comprovadamente contribui para o emagrecimento e controle da pressão arterial.

3. Consumir menos de 6g de sal por dia

É essencial controlar o consumo de sal para que seja ingerido menos de 6g por dia, o que correspondente a 1 colher de chá rasa.

Para isso, é necessário observar na embalagem dos alimentos a quantidade de sal presente, além de evitar usar o sal para temperar a comida, preferindo o uso de especiarias, como cominho, alho, cebola, salsinha, pimenta, orégano, manjericão ou folhas de louro, por exemplo.

A mudança dos hábitos alimentares pode reduzir a pressão arterial, sendo uma ótima aliada para evitar doses mais altas de remédios.

4. Praticar exercícios 3 vezes por semana

A prática de atividades físicas  – no mínimo, 30 minutos durante 3 vezes na semana – é essencial para reduzir a pressão e melhorar o condicionamento físico.

Isto acontece pois os exercícios melhoram a circulação de sangue, facilitando o funcionamento do coração, além de ajudarem a controlar os níveis de hormônios que aumentam a pressão, como a adrenalina e o cortisol.

Algumas opções de atividades são caminhar, correr, pedalar, nadar ou dançar.

5. Abandonar o cigarro

O tabagismo causa o comprometimento da função dos vasos sanguíneos, provocando o aumento da pressão.

Além disso, é importante que o hábito de consumir bebidas alcoólicas seja controlado, não ultrapassando uma quantidade que equivale a 2 latas de cerveja, 2 taças de vinho ou 1 dose de uísque por dia.

6. Ingerir mais potássio e magnésio

A reposição destes minerais – de preferência através da alimentação, pode estar associada a um melhor controle da pressão.

A recomendação diária de consumo do magnésio é de até 400 mg para o homem e 300mg para a mulher. Para o potássio, recomenda-se cerca de 4,7 gramas por dia. Os nutrientes são obtidos através de uma alimentação rica em vegetais e sementes.

7. Cuidar da saúde mental

A ansiedade e o estresse, por exemplo, aumentam os níveis de hormônios que aceleram os batimentos cardíacos e contraem os vasos, aumentando a pressão arterial. A persistência desses estados de ânimo pode aumentar cada vez mais a pressão, o que dificulta o tratamento e aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Para combater o estresse, é recomendado praticar exercícios físicos, além de participar de viagens, encontros sociais e outras atividades de lazer. Em casos intensos e persistentes, é recomendado procurar ajuda profissional. (Com informações do portal Tua Saúde)

Mais lidas
Últimas notícias