Cheiro forte pode indicar câncer de colo de útero. Saiba outros sinais

O câncer do colo de útero é um dos tumores malignos mais frequentes na população feminina

O câncer do colo de útero é um dos tumores malignos mais frequentes na população feminina. Apesar de os tratamentos terem boas chances de êxito, esse tipo de câncer corresponde à quarta causa de mortes de mulheres por neoplasias no Brasil. A letalidade está relacionada ao diagnóstico tardio, por isso é importante realizar exames periódicos e estar atenta aos sinais do corpo para eventuais investigações de sintomas.

Entre os sinais que podem indicar esse tipo de câncer, estão alterações na secreção vaginal. Mudanças na cor, textura e consistência devem ser relatadas ao médico ou médica que acompanha a paciente. De acordo com especialistas do Instituto de Pesquisa do Câncer do Reino Unido, corrimento com cheiro muito ruim e dores pélvicas também devem ser investigados.

Saiba outros sintomas da doença em mulheres:

  • sangramento vaginal anormal;
  • dores ou desconforto durante as relações sexuais;
  • dores abdominais;
  • dores ao urinar.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), é esperado que o câncer de colo de útero atinja 16.710 mulheres por ano, com 6.627 mortes.

Diagnóstico e prevenção

Entre os fatores que aumentam o risco de câncer do colo de útero, estão tabagismo, sexo sem proteção e uso prolongado de pílulas anticoncepcionais.

Cabe lembrar que o Ministério da Saúde disponibiliza a vacina contra o HPV – principal causa de câncer de colo de útero -, como forma de prevenção contra alguns tipos do vírus.

O câncer de colo do útero pode afetar mulheres de todas as idades, embora seja mais raro em mulheres de até 25 anos. Para detecção precoce da doença, é importante a consulta com ginecologista e a realização do exame papanicolau periódicos.

1/10
Segundo o Instituto Nacional de Câncer, para cada ano do triénio 2020/2022 serão registrados cerca de 625 mil casos da doença no Brasil
Extremamente comum no país, o câncer de pele é caracterizado pelo aparecimento de tumores na pele em formato de manchas ou pintas com formatos irregulares. Relacionada à exposição prolongada ao sol, exposição a câmeras de bronzeamento artificial ou por questões hereditárias, a doença pode ser tratada através de cirurgias, radioterapia e quimioterapia
O câncer de mama é causado pela multiplicação descontrolada de células na mama. Apesar de ser comum em mulheres, a enfermidade também pode acometer homens. Entre os sintomas da doença estão: dor na região da mama, nódulo endurecido, vermelhidão, inchaço e secreção sanguinolenta. O tratamento envolve cirurgia para retirada da mama, quimio, radioterapia e hormonioterapia
Mais frequente em homens, o câncer de próstata apresenta os seguintes sintomas: sangue na urina, dificuldade em urinar, necessidade de urinar várias vezes ao dia e a demora em começar e terminar de urinar. Cirurgia e radioterapia estão entre os tratamentos da doença
Embora possa estar relacionado com hipertireoidismo, tabagismo, alterações dos hormônios sexuais e diabetes, por exemplo, o câncer de tireoide ainda não é bem compreendido por especialistas. Apesar disso, tratamentos contra a doença envolvem terapia hormonal, radioterapia, iodo radioativo e quimioterapia, dependendo do caso
O câncer de pulmão é um dos tipos com maior incidência no Brasil. Relacionado ao uso ou exposição prolongada ao tabagismo, tem como principais sintomas a falta de ar, dores no peito, pneumonia recorrente, bronquite, escarro com sangue e tosse frequente. A doença é tratada com quimioterapia, radioterapia ou/e cirurgia
No Brasil, o carcinoma epidermoide escamoso tem a maior incidência entre os canceres de estômago. Os tratamentos envolvem cirurgia ou radioterapia e quimioterapia
O câncer de estômago é diagnosticado após a identificação de tumores malignos espalhados pelo órgão e que podem aparecer como úlceras. Relacionado à infecções causadas por Helicobacter Pylori, pela presença de úlceras e de gastrite crônica não cuidada, por exemplo, a doença pode causar vômito com sangue ou sangue nas fezes, dor na barriga frequente e azia constante
O câncer de colo de útero tem como sintomas sangramento vaginal intermitente, dor abdominal relacionada a queixas intestinais ou urinárias e secreção vaginal anormal. O tratamento envolve quimio, radioterapia e cirurgia
O câncer de boca é uma doença que envolve a presença de tumores malignos nos lábios, gengiva, céu da boca, língua, bochechas e ossos. É mais comum em homens com mais de 40 anos e tem como sintomas feridas na cavidade oral, manchas na língua e nódulos no pescoço, por exemplo. O tratamento envolve cirurgia, quimio e radioterapia

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.