Casos suspeitos de coronavírus no Brasil caem de 6 para 4, diz MS

Informação foi atualizada pelo Ministério da Saúde. Até agora, 44 casos foram descartados

Geovien So/SOPA Images/LightRocket via Getty ImagesGeovien So/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

atualizado 14/02/2020 19:29

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (14/02/2020), o Ministério da Saúde divulgou que quatro pessoas são consideradas como casos suspeitos de coronavírus no Brasil. Até agora, 44 suspeitas foram descartadas no país. Na quinta-feira (13/02/2020), seis pacientes aguardavam o resultado dos exames para descartar ou confirmar a infecção pelo novo vírus.

“O número está baixando não só pelo surgimento de novos casos, mas pela velocidade de saída – os casos estão sendo investigados de forma mais rápida. Enquanto não tivermos uma situação de circulação, esse é o padrão esperado: poucos suspeitos e uma velocidade alta de resultado”, explica o secretário executivo João Gabbardo.

As suspeitas atuais estão nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná. Segundo a pasta, há dois homens e duas mulheres entre os casos, e a média de idade é de 24,5 anos – o paciente mais novo é uma criança de 2 anos e o mais velho, um adulto de 56. Todos estiveram na China, mas nenhum em Wuhan. Entre os descartados, 19 foram diagnosticados como influenza A e B.

Segundo o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, a taxa de casos curados no mundo é de 11%. “Possivelmente, é uma cura natural, as pessoas estão ficando mais fortes e se recuperando. E há uma fração delas, a Fiocruz está acompanhando, que foi tratada com medicamentos usados contra HIV e malária e têm mostrado resultados promissores. Mas ainda é prematuro dizer que esses remédios curarão o coronavírus”, afirma.

Últimas notícias