metropoles.com

“Ficou um buraco que cabe meu dedo”, diz britânico mordido por aranha

Frank Fox diz ter sido picado por aranha que se escondia em sua pantufa. Ele passou a tomar antibióticos e agora espera cirurgia

atualizado

Compartilhar notícia

Catherine Falls Commercial
Imagem colorida de aranha que sobe teia
1 de 1 Imagem colorida de aranha que sobe teia - Foto: Catherine Falls Commercial

O britânico Frank Fox, de 60 anos, vai precisar amputar o dedão do pé esquerdo após ter sido picado por uma aranha Falsa Viúva-Negra. O aracnídeo, muito venenoso e comum no Reino Unido, estava escondido dentro do sapato do homem e o picou quando ele foi calçar a pantufa. Um dos filhos de Frank conseguiu matar a aranha enquanto ela tentava fugir.

Horas após o acidente, o britânico sentiu uma bolha crescendo no local da picada. Ele decidiu estourá-la: em seguida, limpou a área e colocou pó de talco na ferida. No entanto, o machucado apenas piorou ao longo das semanas seguintes, acumulando secreção.

Só quando a ferida atingiu o tamanho de uma moeda é que Frank decidiu ir ao médico. Ele tem diabetes tipo 1, que influencia a cicatrização e atrapalha o tratamento. Os profissionais receitaram antibióticos e trocas quinzenais de curativo, porém, a ferida não cicatrizou e a infecção avançou para o restante da pele, a unha e o osso do dedão.

O incômodo causado pelo inchaço é tão grande que ele pediu aos médicos para amputar o dedão. A cirurgia está agendada para a próxima semana.

“Meu dedo está literalmente apodrecendo. Quando fui picado, ignorei, não pensei nos riscos. Estou com um buraco no pé, consigo ver o osso e cabe até o meu dedo. Não tenho mais nem unha, dói para andar”, conta Frank em entrevista ao site The Sun.

O homem pediu aos médicos para remover o dedo e, inicialmente, foi informado que não seria possível fazer a cirurgia devido à infecção. O procedimento poderia fazer o problema se espalhar ainda mais. Agora, depois de tomar os antibióticos, o quadro já melhorou o suficiente para realizar a intervenção.

Ele conta que mesmo com uma infância em contato com aranhas, ele desenvolveu aracnofobia após a picada. “Eu cresci com aranhas. Minha irmã costumava criar tarântulas, elas andavam em cima de mim. Agora não as suporto e tenho pesadelos”, afirma.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comSaúde

Você quer ficar por dentro das notícias de saúde mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações