Anvisa recebe pedido de uso emergencial da vacina chinesa Sinopharm

Empresa é representada pela Blau Farmacêutica, e agência tem 10 dias para responder ao requerimento. OMS já aprovou o pedido emergencial

atualizado 26/07/2021 12:11

Vacina contra a Covid-19Arthur Menescal/Especial Metrópoles

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta segunda (26/7), o pedido de uso emergencial da vacina da Sinopharm contra a Covid-19. O laboratório chinês é representado pela empresa Blau Farmacêutica no Brasil.

Os técnicos da agência farão uma triagem dos documentos apresentados nas 24h primeiras horas para verificar se falta alguma informação. Como não foram feitos estudos clínicos do imunizante no Brasil, se os dados estiverem corretos, a Anvisa tem até 30 dias para responder o requerimento.

A vacina da Sinopharm usa um vírus inativado e é aplicada em duas doses, com intervalo de três a quatro semanas. O imunizante já foi aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para uso emergencial.

Saiba como as vacinas contra Covid-19 atuam:

0

Últimas notícias