Aneurisma cerebral: entenda a doença de Adriana Esteves na novela

Thelma, personagem interpretada pela atriz, recebe o diagnóstico logo no início da trama. Saiba quais são os fatores de risco e sintomas

atualizado 28/11/2019 9:06

Thelma Adriana Esteves Amor de MãeReprodução/ Gshow

Em Amor de Mãe, nova novela do horário nobre da Rede Globo, a personagem Thelma, interpretada por Adriana Esteves, está indo ao médico quando passa mal na rua. Ela tenta se levantar, mas não consegue, sente uma forte dor de cabeça e desmaia. Já no hospital, o médico avisa que as notícias não são boas: “O exame indicou uma dilatação grande na artéria basilar que envolve o tronco cerebral. Se trata de um aneurisma no cérebro”.

O aneurisma cerebral é uma dilatação permanente em um dos vasos que levam sangue ao cérebro.  A parte dilatada geralmente apresenta uma parede mais fina e, por isso, existe um elevado risco de que se rompa, provocando uma hemorragia, que pode ser mais ou menos grave, a depender do tamanho que o aneurisma tinha e da quantidade de sangue que vaza dentro do crânio.

Reprodução/ Tua Saúde

Existem dois tipos de aneurisma: o roto e o não roto. O primeiro é o aneurisma que ainda não se rompeu. O segundo é o que está rompido e caracteriza uma emergência médica séria, com a necessidade imediata de ir ao hospital pra iniciar o tratamento adequado.

A situação normalmente demanda uma cirurgia para fechar o vaso que está sangrando dentro do cérebro. Quanto mais cedo o tratamento for iniciado, menores serão as chances de sequelas, que dependem das áreas atingidas.

Principais sintomas
“O sintoma mais comum e relevante é uma dor de cabeça de forte intensidade, que muitas pessoas descrevem como a pior dor de cabeça que já sentiram na vida. Esse sintoma pode ser acompanhado por confusão mental, perda de alguma ou total de movimentação do olho, de visão, de movimento de um lado do corpo e até a morte”, explica o neurocirurgião Mariano Ebram Fiore.

Existem outros problemas que podem causar sintomas semelhantes, como a enxaqueca, não sendo necessariamente um caso de aneurisma. Se a dor de cabeça é intensa e frequente, deve-se consultar um clínico geral ou um neurologista para identificar a causa correta.

Como confirmar o diagnóstico
Geralmente, para confirmar a presença de um aneurisma cerebral, o médico pede exames de imagem. O objetivo é avaliar as estruturas cerebrais e identificar se existem dilatações nos vasos sanguíneos. Os exames mais utilizados são a tomografia computadorizada, a ressonância magnética ou a angiografia cerebral, por exemplo.

O que causa o aneurisma
Ainda não são conhecidas as causas exatas que levam ao desenvolvimento de um aneurisma no cérebro, no entanto, alguns fatores que parecem aumentar o risco são:

  • Ser fumante;
  • Ter pressão alta descontrolada;
  • Utilizar drogas, especialmente cocaína;
  • Consumir bebidas alcoólicas em excesso;
  • Ter histórico de aneurisma na família.

Como é feito o tratamento
O tratamento do aneurisma é bastante variável, podendo depender não só do histórico do paciente, mas também do tamanho do aneurisma e se está ou não vazando.

“O tratamento proposto é realizado por meio de um procedimento cirúrgico, que pode ser via transcraniana (cirurgia convencional) ou endovascular (tratamento com cateteres). Para optar por uma melhor técnica, é preciso fazer uma análise prévia da localização e da morfologia do aneurisma”, explica o médico Mariano Ebram Fiore.

(Com informações do portal Tua Saúde)

Últimas notícias