*
 

Quando pensamos na figura da madrasta é comum ter a imagem de vilã, talvez pela influência dos contos de fadas, ou mesmo das histórias reais de maus-tratos com as crianças. Mas a postagem de uma mãe agradecendo a maneira como a atual companheira do seu ex-namorado trata a sua filha tem comovido a internet.

A mãe norte-americana Audrey Nicole fez uma publicação na qual elogia e reconhece o quão bem a sua filha é tratada quando está com a madrasta. “Ela a alimenta, toma conta dela, compra presentes… Em resumo: cuida da criança como se fosse dela. Por que tantas mães agem de maneira venenosa e com inveja em relação a outras mulheres?”, questiona.

Muitas mulheres se identificaram, principalmente aquelas que são madrastas e têm boas relações com as crianças. Nos comentários, algumas falaram sobre não se sentirem reconhecidas pelas mães. Audrey finaliza com uma dica para as mulheres. “Foquem em ser boas mães, em vez de exagerar na preocupação com o Facebook ou o Instagram da namorada do seu ex. Amem mais, odeiem menos”, escreveu ela. Até o fim desta segunda-feira (21/11) a publicação tinha 355 mil curtidas e 144 mil compartilhamentos no Facebook.

Leia a publicação na íntegra:

Esta na foto é a namorada do pai da minha filha. A pessoa mais doce!
Sinto gratidão imensa por ela porque, nos dias em que minha filha a visita, ela a alimenta, toma conta dela, compra presentes… Em resumo: cuida da criança como se fosse dela. Por que tantas mães agem de maneira venenosa e com inveja em relação a outras mulheres?

Ninguém disse que é fácil tentar ser mãe de uma criança que não é sua. Por isso, quando alguém tenta fazer isso tão bem, não seja contra! Pense que, se essas boas madrastas forem embora, talvez seu filho acabe nas mãos de uma madrasta terrível. Isso pode, sim, acontecer.

Uma criança pode, sim, ter duas mães. No meu ponto de vista, quanto mais pessoas amarem minha filha, melhor para ela. Ficarei feliz! Eu jamais faria essa mulher se sentir rejeitada. Mulheres, cresçam! Foquem em ser boas mães, em vez de exagerar na preocupação com o Facebook ou o Instagram da namorada do seu ex. Amem mais, odeiem menos”.

 

 

COMENTE

cartamãemadrasta
comunicar erro à redação

Leia mais: Tá