No Itapoã, nem 2% dos moradores têm escritura definitiva do imóvel

Dado faz parte de pesquisa da Codeplan. Estudo mostra, também, que 95,6% dos domicílios são abastecidos com água da Caesb e 100% têm energia elétrica

Os 17.936 domicílios do Itapoã contam com energia elétrica fornecida pela Companhia Energética de Brasília (CEB) e 17.147 (95,6%) são abastecidos com água da rede da Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb). Outras 359 habitações utilizam cisternas e 430, poços artesianos. Os dados constam da Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) de 2015, divulgada pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

De acordo com o estudo, a população estimada da região administrativa é de 68.587 habitantes, formada por 47,96% (32.895) de homens e 52,02% (35.692) de mulheres. Em relação à idade, 44,72% (30.670) estão na faixa de 25 a 59 anos. Os idosos correspondem a 5,75% (3.946), e os moradores com até 14 anos, a 28,19% (19.335).

A média de residentes por domicílio é de 3,82. Quanto à ocupação dos imóveis, 74,4% são próprios. Desses, 54,6% encontram-se em terrenos não regularizados, e os alugados representam 19,6%. No quesito documentação, apenas 1,61% declarou ter escritura definitiva; 89,52% disseram haver contrato de compra e venda; 4,57%, de concessão de uso; e 0,27%, de financiamento governamental.

Migração e escolaridade
O levantamento informa que 50,16% da população do Itapoã é nascida em Brasília, enquanto 49,84% vieram de outras unidades da Federação. Do total, 67,99% chegaram do Nordeste; 18,04%, do Sudeste; 9,55%, do Centro-Oeste (excluindo o Distrito Federal); 3,15%, do Norte; e 0,84%, do Sul. Em relação à origem por estados, o Maranhão é o mais representativo, com 19,94%, seguido pela Bahia (19,10%) e pelo Piauí (16,37%).

A migração interna também foi analisada: 55,39% dos habitantes procedem de outras regiões administrativas, sendo a maioria do Paranoá (59,46%).

Quanto à escolaridade, 46,97% não completaram o ensino fundamental, e 16,26% concluíram o ensino médio. Aqueles com ensino superior completo, incluindo especialização, mestrado e doutorado, somam 4,71%. Os analfabetos ficaram com 2,55%.

Trabalho e renda
Segundo a pesquisa da Codeplan, 48,26% da população acima dos 10 anos (82,02%) desempenha alguma atividade remunerada, 23,52% estudam e 11,03% estão desempregados.

No critério situação de atividade, os setores que mais se destacam são o comércio, com 31,65%, serviços gerais (20,76%) e serviços domésticos (10,38%).

De acordo com o diretor de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas da Codeplan, Bruno de Oliveira Cruz, o que impressiona mais é o número de pessoas que trabalham em várias regiões. A pesquisa aponta que, do total da população com ensino fundamental incompleto, 31,94% atuam em outras localidades. “Isso é uma tendência de todos, de trabalhar na própria região, mas aqui no Itapoã você tem mais gente em vários locais; isso caracteriza a presença de muitos autônomos”.

Renda
A renda domiciliar média mensal apurada foi de R$ 2.571,79 — o correspondente a 3,26 salários mínimos — e a per capita, de R$ 702,38. Em comparação com os dados da última Pdad (2013), os valores diminuíram. Na época, eles eram R$ 3.159,95 e R$ 861,66, respectivamente.

Segundo o diretor, um dos motivos para essa redução é o aumento populacional (de 59.694 em 2013 para 68.587 em 2015) aliado à crise econômica nacional. Segundo Bruno Cruz, é a primeira vez, dentre as pesquisas feitas pela companhia, que este fator é negativo.

Participaram da apresentação da pesquisa o diretor de Estudos Urbanos e Ambientais da Codeplan, Aldo Paviani, e o chefe de gabinete da Administração Regional do Itapoã, Alexandre Cordeiro.

Acesse a íntegra da pesquisa.