*
 

A polícia federal da Alemanha divulgou nesta quarta-feira (4/1) que está investigando um segundo imigrante tunisiano por possível envolvimento no ataque terrorista em um mercado de Natal em Berlim que ocorreu no mês passado, em um sinal de que o responsável pela ação poderia não ter agido sozinho.

Não havia evidências suficientes para prender o imigrante de 26 anos, cujo nome não foi revelado, por participação no atentado, mas ele foi levado sob custódia pela polícia na terça-feira (3), em conexão com uma investigação paralela, disse Frauke Köhler, porta-voz do gabinete da procuradoria.

Anis Amri, tunisiano que matou 12 pessoas ao passar com um caminhão roubado por cima de uma multidão em um mercado de Natal em Berlim em 19 de dezembro, foi morto a tiros quatro dias após o ataque pela polícia italiana, perto de Milão. Ele viveu na Alemanha por cerca de um ano antes de cometer o atentado.

Amri e o suspeito detido se encontraram na noite anterior ao ataque em um restaurante e conversaram por horas, disse Köhler. “Isso aumentou as suspeitas de que o suspeito possa estar envolvido, ou pelo menos que sabia dos planos”, afirmou.

 

 

COMENTE

Alemanhaataque terroristaberlimimigrante
comunicar erro à redação

Leia mais: Violência