Sem alunos em igreja do DF, professor vira youtuber de sucesso nos EUA

Paulo Cunha, 31 anos, vive em Nova Jersey e criou o canal Mr. Teacher Paulo, que já conta com mais de 300 mil inscritos no YouTube

Reprodução/FacebookReprodução/Facebook

atualizado 07/05/2018 10:31

Um professor brasiliense vem conquistando gente do mundo inteiro ao dar aulas e dicas de inglês no YouTube de uma forma descontraída. Ex-morador de Águas Claras, Paulo Cunha, de 31 anos, ensina o idioma há 12 e, atualmente, vive em Nova Jersey, nos Estados Unidos, com a esposa e os filhos. Lá, virou sucesso na internet.

Segundo ele, a ideia de criar o canal surgiu em 2013, após tentar dar aulas ao custo de R$ 40 para pessoas carentes em uma igreja do Distrito Federal. A iniciativa, porém, não vingou. “Ninguém apareceu. As pessoas diziam que queriam muito fazer o curso, mas, por serem muito pobres, não podiam dispor do dinheiro”, recorda-se.

Assim surgiu o canal Mr. Teacher Paulo, que hoje conta com mais de 300 mil inscritos e vídeos ultrapassando 1,7 milhão de visualizações. Um dos envios mais assistidos pelo público tem a participação de um youtuber norte-americano chamado Tim. Juntos, ele e Paulo ensinam, de maneira divertida, a pronúncia correta de marcas famosas que os brasileiros costumeiramente falam errado, como Levi’s e Canon.

Confira:

 

O sucesso é tanto que um vídeo já teve até participação especial do humorista Tom Cavalcante e de sua filha Maria. O artista brasileiro diz que eles são espectadores assíduos do Mr. Teacher Paulo. “Já estou inscrito, eu e os ‘parças’. O canal vai ser um sucesso”, ressalta.

O professor Paulo Cunha comemora a boa fase. “Cheguei a mais de 120 países e recebo mensagens de alunos até da China. Isso é fantástico. Me sinto presenteado por poder mudar tantas vidas com minhas aulas”, confessa. Ele diz que, quando criança, não teve a mesma oportunidade. “Aprendi inglês sozinho, por meio de músicas e filmes. Hoje, consegui me tornar fluente no idioma e posso transmitir esse conhecimento”.

O Mr. Teacher Paulo também tem um perfil no Instagram com mais de 400 mil seguidores. Ele relata que, frequentemente, recebe pedidos de traduções de músicas ou mesmo de stories com dicas sobre o cotidiano americano.

Paulo relembra as dificuldades encontradas no início, quando seu canal ainda não atraía tantos seguidores ou visualizações. Porém, depois de cinco anos, comemora o sucesso. “Hoje, somos muito respeitados. Recebemos mensagens não apenas de professores brasileiros, mas também de norte-americanos, canadenses, britânicos e até australianos que utilizam nossas aulas para ensinar brasileiros e latinos”, conta, satisfeito.

Por fim, ele destaca: o objetivo é alcançar a população mais carente, para transformar a vida dessas pessoas, que, na maioria das vezes, não têm acesso à uma educação de qualidade. “Meu maior sonho é chegar às escolas públicas, periferias, zonas rurais. Locais onde sei que minhas aulas poderão transformar as vidas de milhões”, diz, esperançoso, o professor brasileiro.

Últimas notícias