Reservatório com água tóxica ameaça romper a qualquer momento nos EUA

Perigo de inundação e desastre ambiental levaram as autoridades a esvaziar mais de 300 casas na região

atualizado 06/04/2021 9:00

Reprodução/Redes Sociais

Fissuras no reservatório de uma antiga fábrica de fosfato vêm causando temor em Piney Point, na Flórida. A ameaça é do despejo de centenas de milhares de litros de água contaminada em casas e na Baía de Tampa, em uma parede de água de mais de seis metros.

Como medida de prevenção, o governador do estado, Ron DeSantis, esvaziou 300 casas no condado de Manatee e bloqueou uma rodovia. Além disso, detentos de uma prisão foram transferidos para o andar superior ou para outra prisão, pela ameaça de inundações. Para conseguir recursos, DeSantis ainda decretou estado de emergência em três condados da Baía de Tampa.

A solução encontrada foi a instalação de bombas para retirar a água contaminada e transportá-la até a Baía de Tampa, em pequenas quantidades. A medida, no entanto, preocupou grupos  ambientais, que apontaram para o risco de uma “maré vermelha” mortal ou para uma explosão de algas, pois a água é rica em diversos sais minerais.

Essa explosão tem como consequência a morte de peixes na região, uma vez que as algas diminuem o nível de oxigênio na água, o que pode ter repercussões no turismo.

Inicialmente, o maior medo foi o de um vazamento de água radioativa, já que um dos reservatórios abriga material contaminado com fosfogesso, um mineral que pode liberar altas concentrações de gás radônio. Mas, de acordo com o Departamento de Proteção Ambiental da Flórida, a água não é radioativa.

Últimas notícias