Serviços secretos invadem Assembleia Nacional e gabinete de Guaidó

Forças da segurança da Venezuela, incluindo do Sebin, cercaram a Assembleia Nacional alegando a presença de uma bomba no local

atualizado 14/05/2019 13:53

Forças da segurança da Venezuela, incluindo do Sebin, os serviços de informação do Estado, cercaram a Assembleia Nacional alegando a presença de uma bomba no local.

O Sebin e elementos da Assembleia Constituinte, fiel a Nicolás Maduro, ocuparam depois todo o edifício, incluindo o gabinete do presidente da Assembleia e líder da oposição, Juan Guaidó. Foram arrombadas as gavetas da presidência e da vice-presidência.

Os serviços da Assembleia publicaram na sua página oficial do Twitter, um vídeo com imagens das forças de segurança em torno do palácio federal, sob o título “o que teme o regime?“.

Em resposta à ação, o oposicionista Juan Guiadó, também no Twitter, afirmou que Maduro acredita erroneamente que o poder está nos edifícios, nas gavetas e no monte de chaves. “Eles tentam sequestrar o Poder Legislativo enquanto o ditador se entrincheira sozinho, em um palácio onde ele não deveria estar, suspeitando de todos ao seu redor”, ataca Guiadó.

Foto: Reprodução/ Redes sociais

 

Últimas notícias