Mordomo da Casa Branca que trabalhou com 11 presidentes morre por Covid-19

Wilson Roosevel Jerman tinha 91 anos e morreu nesse sábado (16/05), segundo informou a neta à imprensa norte-americana

O mordomo da Casa Branca Wilson Roosevel Jerman, que trabalhou com 11 presidentes dos Estados Unidos, morreu vítima de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Neta de Jerman, Shanta Taylor Gay disse à rede de TV norte-americana CNN que o avô morreu no último sábado (16/05). Ele tinha 91 anos.

O primeiro presidente dos EUA com quem trabalhou foi Dwight David Eisenhower, que governou o país entre 1953 e 1961. Na época, Jerman era empregado de limpeza.

Sob a gestão do ex-presidente John F. Kennedy (1961-1963), foi conduzido ao cargo de mordomo. O homem se aposentou da Casa Branca em 1997, mas retornou logo em 2003.

1/4
PIXABAY
Michelle e Barack Obama
Barack Obama foi eleito em 2008. Michelle o acompanhou
Foto: Hillary Clinton Media Press

Jerman deixou definitivamente a residência oficial em 2012, durante o mandato do ex-presidente Barack Obama, do partido Democratas.

“Bill e eu ficamos tristes ao saber da morte de Wilson Roosevelt Jerman aos 91 anos de idade por Covid-19”, disse a ex-primeira-dama e ex-presidenciável, Hillary Clinton, em uma rede social.

“Jerman serviu como mordomo da Casa Branca em 11 presidências e fez gerações de primeiras famílias se sentirem em casa, incluindo a nossa. Nossas mais calorosas condolências a seus entes queridos”, prosseguiu a democrata.