Xin Xing, a panda-gigante mais velha do mundo, morre na China aos 38 anos

O zoológico Chongqing anunciou nesta segunda-feira que Xin Xing morreu no último dia 8, por falência múltipla dos órgãos devido à velhice

Xin Xing, a panda-gigante mais velha do mundo, morreu no zoológico Chongqing, na China, aos 38 anos. Na natureza, pandas vivem cerca de 20 anos. Segundo o New York Post, a idade da panda-gigante equivalia a 130 anos em idade humana.

O zoológico anunciou nesta segunda-feira (21/12) que Xin Xing morreu no último dia 8, por falência múltipla dos órgãos devido à velhice.

O nome “Xin Xing” significa “nova estrela” e é um sinal do que ela representou para a sobrevivência dos pandas: a panda teve 36 filhotes ao longo da vida e ficou conhecida como “mãe heroína”.

Extinção

O panda-gigante foi colocado na lista de espécies ameaçadas de extinção em 1990, e retirado em 2016 após entidades chinesas e do restante do mundo colocarem em prática iniciativas de conservação.

Hoje, a espécie é considerada “vulnerável”. De acordo com as ONGs WWF e Pandas International, há 600 pandas em cativeiro e 1.864 na natureza.