Trump visitará costa oeste dos EUA, onde incêndios já provocaram 31 mortes

Autoridades da costa americano acusaram o presidente norte-americano de negar a mudança climática, um dia antes de sua visita ao local

Autoridades da costa oeste do Estados Unidos, local devastado por incêndios que deixaram ao menos 31 mortos desde o início do verão, acusaram neste domingo (13/9) o presidente norte-americano, Donald Trump, de negar a mudança climática. O política visitará a Califórnia para avaliar os danos nesta segunda-feira (14/9).

Autoridades e especialistas locais avaliam que os incêndios florestais, que vão do Canadá ao México, estão ligados à mudança climática, que agrava a seca e provoca condições climáticas extremas.

1/4
Até o momento, não há previsão de melhora para o estado de Oregon
Os incêndios resultaram em consequências devastadoras para todo o estado
O cenário foi chamado “apocalíptico”
Sinais de evacuação foram emitidos

Já o presidente Trump atribuiu os incêndios à gestão das florestas nos estados controlados por rivais democratas. “O tema é gestão florestal”, disse o presidente republicano nesse sábado (12/9) em um comício de campanha em Nevada, sem mencionar a mudança climática. “Recordem estas palavras: gestão florestal”, completou.

O incêndio começou nas últimas semanas e provocaram mortes na Califórnia, no estado de Washington e no Oregon. Dezenas de pessoas estão desaparecidas.