metropoles.com

MapBiomas, rede brasileira, leva prêmio de inovação em Davos

O engenheiro florestal Tasso Azevedo e outras 15 lideranças sociambientais foram premiadas durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos

atualizado

Compartilhar notícia

Ricardo Lima/ Getty Images
Floresta-Amazonica
1 de 1 Floresta-Amazonica - Foto: Ricardo Lima/ Getty Images

O MapBiomas ganhou o prêmio de Inovador Social do Ano durante o Fórum Econômico Mundial, nesta terça-feira (17/1), em Davos, na Suíça. O engenheiro florestal, cofundador e coordenador da organização recebeu a premiação pelo trabalho da rede de monitoramento do clima que conta com a participação de mais de 70 organizações ambientais que trabalham para promover a conservação das florestas brasileiras.

A premiação faz parte de uma nova categoria do prêmio Inovadores Sociais do Ano – Inovação Social Coletiva, criada para dar maior visibilidade a modelos inovadores de colaboração e impacto coletivo.

“Problemas complexos não podem ser resolvidos por organizações isoladas, e os premiados da Schwab Foundation deste ano mostram novos modelos de colaboração entre setores usando tecnologia inovadora, redes humanas e recursos e conhecimentos compartilhados”, declarou François Bonnici, diretor-executivo da Schwab e chefe inovação social do Fórum Econômico Mundial.

Além do MapBiomas, outras 15 lideranças socioambientais também foram premiadas durante o Fórum Econômico Mundial pelo seu trabalho de impacto e inovação social nas categorias Empreendedores sociais, Corporate Social Intraempreendedores, Intraempreendedores sociais públicos e Inovação Social Coletiva.

Os vencedores dos prêmios são selecionados por meio do Conselho da Fundação Schwab que conta com a participação da ex-primeira ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt, a especialista em inovação social Johanna Mair, Professora de Organização, Estratégia e Liderança na Hertie School of Governance na Alemanha, e H.M. Rainha Mathilde da Bélgica

“Os Inovadores Sociais do Ano de 2023 representam uma geração de líderes de mudanças sociais e ambientais que demonstram que modelos inovadores de cooperação e ação em todos os setores são essenciais para progredir nos desafios complexos que enfrentamos”, disse Hilde Schwab, cofundadora e presidente da Fundação Schwab para Empreendedorismo Social.

Governo Lula

Para participar do Fórum Econômico Mundial, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) selecionou os ministros da Fazenda, Fernando Haddad (PT), e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede).

Uma das demandas apresentadas por Marina Silva durante os encontros em Davos foi o repasse dos países ricos para proteção ambiental. O valor prometido é de US$ 100 bilhões para que as nações em desenvolvimento tenham condições de se desenvolver sem que as mudanças climáticas sejam agravadas.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações