*
 

Um clérigo salafista egípcio sugeriu que o Islamismo permite que os homens possam se casar com as filhas que tiverem fora do casamento.

Mazen Al-Sersawi, que faz parte desse grupo de muçulmanos sunitas ultraconservadores, cita um estudioso da religião para justificar que meninas nascidas de forma “ilegítima” não podem ser oficialmente consideradas filhas, por isso os pais podem manter relacionamentos com elas.

O líder religioso fez suas afirmações em um vídeo que viralizou recentemente e tem recebido uma enxurrada de críticas. Al-Sersawi, que é professor em uma faculdade do Egito, afirma que se a garota foi gerada a partir de uma relação adúltera, “ela não é realmente sua filha”. Ainda que tenha sido feito em 2012, somente este ano é que ele se tornou viral.

 

 

COMENTE

egitoislamismosalafista
comunicar erro à redação