Homem é acusado de envenenar comida de bebê para extorquir supermercado

Segundo investigações, ele pedia 1,4 milhão de libras para revelar quais potes com comida haviam sido contaminados com metal

atualizado 11/08/2020 17:44

Reprodução

Nigel Wright, de 45 anos, um fazendeiro que vive na cidade de Market Rasen, no leste da Inglaterra, é suspeito de envenenar potes de comida de bebê para tentar extorquir uma rede de supermercados. O acusado teria enviado e-mails e cartas para a rede Tesco, uma das maiores do Reino Unido, assinados com o pseudônimo de Guy Brush entre maio de 2018 e fevereiro de 2020.

De acordo com a acusação, ele enviava os recados afirmando que iria revelar quais os potes com comida que haviam sido contaminados com metal se a empresa não depositasse 1,4 milhão de libras (cerca de R$ 9 milhões) em bitcoins.

Dois clientes da rede de supermercados encontraram, entre novembro e dezembro de 2019, lascas de metal nos potes de papinha enquanto alimentavam seus filhos. Os casos aconteceram nas cidades de Rochdale e Lockerbie.

Investigadores encontraram no computador pessoal de Wright rascunhos de mensagens para a Tesco e fotos de comida para bebê e lascas de metal.

Julgamento

O suspeito está a sendo julgado no Reino Unido. Ele nega duas acusações de contaminação de mercadorias e quatro acusações de chantagem.

Wright ainda alega que foi obrigado a participar do esquema por um grupo de viajantes que ameaçou estuprar sua esposa e matar ele e os filhos se ele não enviasse as mensagens.

0

Últimas notícias