*
 

Horas antes de chegar aos Estados Unidos, o furacão Florence se enfraqueceu no Oceano Atlântico nesta quarta-feira (12/9) e foi rebaixado a um furacão de categoria 3. Mesmo assim, espera-se que a tormenta continue a ser “um furacão importante e extremamente perigoso” à medida que se aproxima da Costa Leste americana. A expectativa é de que ele atinja o país na noite desta quinta-feira (12) ou na manhã de sexta 14), de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia norte-americano.

Os meteorologistas disseram que a tempestade estava acumulando umidade e energia enquanto seguia lentamente pelo Atlântico e se deslocou para o sul nesta quarta-feira, podendo afetar a Géorgia mais do que o esperado anteriormente. Florence tem o potencial de despejar mais de mil milímetros de chuva em alguns lugares.

As companhias aéreas cancelaram centenas de voos em toda a região, enquanto a Daimler e a Volvo suspenderam a produção de carros em suas novas fábricas perto de Charleston, na Carolina do Sul. Já a Boeing interrompeu a produção em sua fábrica em North Charleston, também na Carolina do Sul.

Evacuação
As Carolinas do Sul e do Norte e os estados da Geórgia, Maryland e Virginia estão em estado de emergência por causa da passagem do Florence. Na Carolina do Sul, um milhão de pessoas receberam ordem de deixar suas casas nessas segunda-feira (10).

“É imperativo que todos sigam as ordens locais de retirada”, disse o presidente Donald Trump, que publicou mais cedo no Twitter um vídeo no qual pede para as pessoas “não brincarem” com este furacão (veja abaixo).

“Esta tempestade é extremamente perigosa. Cuidem-se!”, acrescentou Trump, após assegurar que o governo federal está “pronto” para atender a emergência, rejeitando as críticas por sua resposta no ano passado ao Furacão Maria, que deixou 3 mil mortos.