*
 

Os americanos Adam Heart, de 39 anos, e Emily Heart, de 37, além das duas filhas do casal, foram resgatados na região de Marajó, no Pará, nesta quarta-feira (1º/11). Ainda não há detalhes sobre como eles acabaram localizados.

A família havia desaparecido em região fluvial do trajeto de Belém (PA) a Macapá (AP), percorrido de balsa no último domingo (29/10). Segundo a Polícia Civil paraense, a família foi uma das vítimas de um assalto praticado por piratas à balsa Andorinha, no momento da passagem pelo Rio Furo Grande, ao norte da Ilha do Marajó e já nas proximidades do território amapaense.

Ao localizar a balsa, a polícia identificou a van utilizada pela família, que foi conduzida até Macapá. Segundo relato das vítimas, os assaltantes estavam fortemente armados e levaram parte da carga.

Há versões diferentes do desaparecimento da família americana. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Pará (Segup) informou que abriu inquérito para investigar o caso em parceria com outros órgãos.

“O empurrador e a balsa teriam sido deslocados para uma área conhecida como Porto dos Dias, onde os piratas retiraram os produtos do roubo e abandonaram as embarcações, deixando os tripulantes e passageiros presos”, declarou a Segup. “Com a chegada da polícia, foi constatado que Adam Harris Hateau, Emily Faith Hateau e as duas crianças, de aproximadamente 3 e 7 anos, já não estavam mais na balsa”, acrescentou o órgão.

Ainda segundo a Secretaria de Segurança, a família desapareceu, deixando para trás o veículo que usava em território brasileiro e todos os pertences. A van foi posteriormente apreendida pela polícia na cidade de Macapá.

Adam, que é artista, e Emily, designer de moda, viajam pela América desde 2012 e tiveram a segunda filha em Florianópolis, em 2014. Eles se locomovem pela van encontrada na balsa. O último registro on-line da família era de sábado (28), quando o veículo atolou em uma estrada com lama entre Salvador (BA) e Recife (PE).

Em um perfil no Instagram, a família narra as aventuras turísticas e se classifica como “nômade”. Eles estão viajando desde 2012 em um trajeto da Califórnia (EUA) à América do Sul.

 

 

COMENTE

ParápiratasAmapáturistasnortenorte-americanos
comunicar erro à redação