EUA vão acusar Maduro e funcionários por tráfico de drogas

O procurador-geral William P. Barr anunciou as acusações. A medida aumenta a tensão entre os norte-americanos e a Venezuela

atualizado 26/03/2020 13:01

A administração do presidente Donald Trump, dos Estados Unidos, vai prestar queixa contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, nesta quinta-feira (26/03). A denúncia seria de que o líder venezuelano transformou o país em uma empresa criminosa a serviço do tráfico de drogas. As informações são do The New York Times.

Além de Maduro, funcionários ligados a ele serão acusados de envolvimento em crimes de narcotráfico.

O procurador-geral dos EUA, William P. Barr anunciou as acusações, juntamente com o chefe da Divisão Criminal do Departamento de Justiça e os principais promotores federais em Nova York e Miami.

As acusações acontecem um mês depois que o presidente Trump, em seu discurso no Estado da União, chamou Maduro de “um governante ilegítimo, um tirano que brutaliza seu povo” e prometeu que “o domínio de Maduro sobre a tirania será esmagado e quebrado”.

Últimas notícias