EUA negam ter abandonado cachorros em aeroporto de Cabul

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, desmentiu as acusações nessa terça-feira (31/8)

atualizado 01/09/2021 16:57

Reprodução/Sumaira Khan

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, desmentiu nessa terça-feira (31/8) que militares americanos teriam abandonado cães no aeroporto de Cabul durante a retirada final do Afeganistão.

As acusações foram feitas por Sumaira Khan, uma jornalista de um veículo paquistanês, através da sua conta do Twitter. No post, ela mostra fotos que comprovariam o que teria acontecido.

John Kirby garantiu que “o exército americano não deixou cães em jaulas no aeroporto internacional Hamid Karzai, incluindo cães militares relatados”. Ele também afirmou que os cães das fotos estariam sob os cuidados de uma instituição de resgate animal de Cabul.

A denúncia ganhou visibilidade depois do pronunciamento feito por Robin Ganzer, presidente e CEO da American Humane, pelo Twitter na última segunda-feira (30/8). A alegação foi divulgada na Fox Media. Durante programa, a repórter Dana Perino pergunta a Kirby sobre o caso.

A organização de defesa dos animais PETA também fez um apelo para que o presidente Joe Biden atuasse na situação e permitisse a repatriação dos cães.

A associação afirmou que havia “cerca de 60 cães antiexplosivos sentados em jaulas na pista do aeroporto” e mais 60 de diferentes especialidades, “trancados em um canil em um hangar do aeroporto, sofrendo calor, sem acesso suficiente a água ou comida”.

Mais lidas
Últimas notícias