EUA criam primeiro robô que se regenera sozinho

O robô “vivo” tem um milímetro de largura e foi desenvolvido a partir de células da rã-de-unhas-africana

atualizado 15/01/2020 12:01

Cientistas dos EUA anunciaram a criação do primeiro robô “vivo” da história. A equipe da Universidade de Vermont apelidou a tecnologia como “xenobot”.

O robô “vivo” tem um milímetro de largura e foi desenvolvido a partir de células da rã-de-unhas-africana (Xenopus laevis).

“Essas são novas máquinas vivas. Não se trata de “um robô tradicional, nem uma espécie conhecida de animal. É uma nova classe de artefato: um organismo vivo e programável”, disse o pesquisador e coautor do estudo Joshua Bongard, em comunicado.

Leia mais no Só Notícia Boa, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias