*
 

Restauradores espanhóis encontraram uma “cápsula do tempo” de 240 anos dentro de uma imagem de Jesus Cristo que estava na igreja de Santa Águeda, em Burgos, no norte da Espanha.

As duas cartas são datadas de 1777 e foram assinadas pelo capelão da catedral de Burgo de Osma, Joaquín Mínguez, tendo sido descobertas no dia 28 de novembro.

Segundo o jornal “El País”, os textos relatam que a escultura “Cristo da Miséria” foi “esculpida em madeira por Manuel Bal, Acadêmico natural de San Bernardo de Yagüe e vizinho de Campillo, ambos deste Bispado de Osma”.

De acordo com o “National Geographic”, os restauradores pertencem ao grupo “Da Vinci Restauro”, que trabalha com restaurações históricas, e foram chamados para fazer reparos na estátua, que apresentava pequenas fissuras.

Ao abrirem a peça, descobriram as cartas, que ainda contam sobre detalhes da vida comum da cidade naqueles tempos, como o “caso da febre tifoide nas vilas locais” e os uso de “cartas e bolas para diversão”.

Ele ainda fala que o Rei Carlos III está no trono espanhol no momento e chega a mencionar a Inquisição Espanhola, que ocorreu entre os anos de 1478 e 1834. As cartas serão arquivadas e preservadas pela Arquidiocese de Burgos, mas uma cópia das cartas foi recolada dentro da estátua para “preservar as intenções” de Mínguez.

 

 

COMENTE

Espanhaestátuajesus"cápsula do tempo"
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo