Brasileira é encontrada acorrentada e com sinais de agressão no México

A arquiteta Isabella Hurtado, 26 anos, é de Fernandópolis (SP), mas mora há 10 anos no país. Ela estava desaparecida há uma semana

ReproduçãoReprodução

atualizado 04/04/2019 8:05

Uma brasileira de 26 anos que estava desaparecida há uma semana foi encontrada nessa terça-feira (2/4) amarrada e com sinais de agressão em uma cidade do México. A arquiteta Isabella Hurtado é de Fernandópolis (SP), mas mora há 10 anos no país.

De acordo com informações da família da vítima no Brasil, Isabella desapareceu no dia 27 de março em Tepic, cidade onde mora e distante mais de 120 km de onde foi encontrada. Segundo informações da imprensa mexicana, uma ligação anônima levou a polícia até o cativeiro.

Ainda de acordo com a mídia local, Isabella foi rendida por ladrões, que roubaram o dinheiro da brasileira e depois a levaram para o lugar até então desconhecido. Lá, a mulher teria sido espancada e questionada sobre como ganhava a vida.

Depois de ser resgatada, Isabella foi levada a um hospital. Não há informações sobre o estado de saúde dela. Segundo o G1, o Itamaraty tem conhecimento do caso e presta toda a assistência necessária à família.

Em nota, o órgão confirmou que tem o auxílio policial junto à Embaixada do Brasil naquele país. O Itamaraty comunicou ainda que o Consulado-Geral do Brasil no México se encontra em permanente diálogo com as autoridades mexicanas federais e da localidade onde os fatos ocorreram, para levantar informações e apoiar a família nos contatos com essas mesmas autoridades.

O Itamaraty conclui a nota explicando que, devido à Lei de Acesso à Informação e em respeito à privacidade dos cidadãos brasileiros, não pode fornecer informações pessoais sobre o caso.

Veja publicação na página da Polícia Mexicana:

Reprodução/Meridiano.mx

Últimas notícias