Bolívia expulsa embaixadora do México e diplomatas espanhóis

Presidente interina autoproclamada, Jeanine Áñez acusa o grupo de tentar resgatar ex-auxiliares do ex-presidente Evo Morales

atualizado 30/12/2019 15:12

Foto: Reprodução Twitter

Presidente interina autoproclamada da Bolívia, Jeanine Áñez anunciou nesta segunda-feira (30/12/2019) que expulsará três diplomatas do México e da Espanha. Em comunicado oficial, ela estabeleceu prazo de 72 horas para que a embaixadora mexicana, María Teresa Mercado, a encarregada de Negócios da Espanha, Cristina Borreguero, e o cônsul espanhol Álvaro Fernández deixem o país.

Os três são acusados pelo governo interino de tentar resgatar ministros e autoridades da administração do ex-presidente Evo Morales refugiados na embaixada mexicana na capital administrativa da Bolívia, La Paz. Entre eles está o ex-ministro da Presidência Juan Ramón Quintana, braço direito de Evo, que renunciou no último dia 10 de novembro.

A expulsão também inclui funcionários da embaixada na Espanha, que Áñez chamou de “supostos diplomatas encapuzados e armados”. Segundo o governo boliviano, o grupo tentou retirar Fernández de forma “clandestina” da casa da embaixadora do México.

A administração de Áñez se nega a deixar os ex-auxiliares de Evo saírem do país porque haveria pedidos de prisão ou de investigação contra eles. No comunicado, a presidente diz que o grupo de representantes dos governos do México e da Espanha “feriu seriamente a soberania do povo e do governo constitucional da Bolívia”.

Diante do posicionamento de Áñez, o governo mexicano ordenou que María Teresa retorne ao país, como medida de segurança. Agora, a Espanha disse que enviará uma missão à Bolívia para entender porque eles não recebem salvo-conduto para deixar o país e buscar asilo. Sem a autorização, o México se recusa a liberar o grupo.

Pelo Twitter, María Teresa se manifestou repostando cumprimentos a ela pelos serviços prestados ao México. “Cumpriu cabalmente a causa mexicana em favor do asilo e da paz”, diz um deles.

Últimas notícias