*
 

Uma história triste que envolve cirurgia plástica e depressão ocorreu na Omsk, Rússia. Uma mãe pulou do nono andar de um prédio com o filho nos braços devido a uma plástica no nariz que não deu certo. Antes de morrer, Anna Ozhigova, 33 anos, deixou um bilhete onde tenta explicar a situação que levou à morte dela e do filho.

Segundo Ozhigova, após a operação, as narinas dela ficaram grandes demais, e ela não conseguia sorrir direito. Os amigos disseram que esse foi o motivo que levou ao fim do casamento e uma série de outros eventos. Principalmente porque o marido ficava grunhindo como um porco para ela. Isso piorou o quadro de depressão.

“O cirurgião me convenceu que o meu nariz não servia para o meu rosto. Eu sou facilmente convencida. Ele disse que mudaria apenas um milímetro”, contou no bilhete, segundo o The Mirror. “Eu não podia sorrir. Minhas narinas estavam grandes demais como se eu fosse um porco. Meu sorriso agora é uma carranca, porque ele removeu músculos acima dos meus lábios e mudou alguma coisa. Meu marido ficava grunhindo quando me via”, disse.

Por causa do quadro de depressão, o marido tentava na Justiça ficar com a guarda do filho, Gleb. “Eu queria a felicidade, a amabilidade e a paz para Gleb, mas ele está crescendo com raiva”, escreveu no bilhete. Logo depois, ela pulou. Tanto a família quanto o marido não quiseram falar sobre o caso. A polícia investiga o crime.

 

 

COMENTE

criançaMorte
comunicar erro à redação

Leia mais: Mundo