Após entregar o pai ao FBI, jovem pede doações para pagar faculdade

Guy Reffitt, pai de Jackson, de 18 anos, participou ativamente da invasão ao Capitólio dos EUA, em 6 de janeiro deste ano

atualizado 25/01/2021 16:11

Jackson ReffittReprodução

O jovem Jackson Reffitt, de 18 anos, decidiu entregar o próprio pai ao FBI após Guy Reffitt participar da invasão ao Capitólio dos Estados Unidos, no último dia 6 de janeiro. Morador do Texas, o rapaz contou que vinha sofrendo ameaças do homem e, por isso, tomou a iniciativa de dedurá-lo.

De acordo com o New York Times, Guy teria dito ao filho que, caso ele o entregasse, Jackson era “um traidor”. “E você sabe o que acontece com traidores: eles levam tiros”, teria concluído.

0

A esposa de Guy contou aos investigadores que ele fazia parte dos Three Percenters, um grupo político armado dos EUA. Jackson já havia relatado à polícia anteriormente que era ameaçado pelo patriarca desde o dia da invasão. Quando as autoridades prenderam Guy, viram os registros de denúncia contra ele.

“Eu não sabia o que ele iria fazer, então fiz o possível pra estar do lado certo”, desabafou o jovem. Preso em 16 de janeiro, Guy responderá por obstrução de Justiça e pela invasão ao Capitólio.

Com o pai detrás das grades, Jackson abriu uma vaquinha on-line para arrecadar dinheiro e pagar os custos de seus estudos. Na página do GoFundMe, o rapaz informa que precisa de dinheiro para bancar a faculdade. Até o momento, ele conseguiu mais de 100 mil dólares.

Mais lidas
Últimas notícias